Barbacena comemora sucesso de programa educacional
Primeira semana do Programa Educacional Escola Legal tem balanço positivo. Alunos, pais e funcionários aprovam iniciativa.

Primeira semana do Programa Educacional Escola Legal tem balanço positivo. Alunos, pais e funcionários aprovam iniciativa.
Alunos saindo para o intervalo

O Programa Educacional Escola Legal (PEEL), criado pela Prefeitura de Barbacena, vem recebendo elogios de pais, alunos e professores da rede municipal, por causa da contribuição que dá à melhoria do aprendizado em sala de aula. Iniciado na última segunda-feira, dia 4, o PEEL já recebeu adesão de quase 500 alunos, do 6º ao 9º anos das Escolas Municipais Acadêmico Abgard Renault, Inês Piacesi, Benjamim Ferreira Guimarães e Randolfo Teixeira de Andrade.

Através de um Termo de Cooperação Educacional entre a Prefeitura de Barbacena e a Unipac, toda a infraestrutura da Universidade foi disponibilizada para os alunos. O objetivo é fomentar atividades para melhorar o ambiente escolar, por meio de exercícios multidisciplinares, com acompanhamento pedagógico, atividades de meio ambiente, informática, esporte, cultura, lazer e promoção da saúde. Toninho Andrada, prefeito da cidade, afirmou que vários estudos e levantamentos foram feitos, e outros estão em curso, mas a constatação é de que “o sistema municipal de ensino apresenta enorme déficit educacional, pedagógico e operacional, com demandas reprimidas e falta de planejamento”. Por isso a importância de desenvolver um que recupere o ensino municipal.

Segundo o Secretário Municipal de Educação e Desporto, Emiliano Furtado, além de gerar uma economia de quase R$100 mil mensais ao município, o Programa é uma providência administrativa que visa melhorar a qualidade de ensino na rede municipal, com aumento de permanência do aluno na escola e o implemento de atividades complementares. O coordenador do Programa, Bruno Simões Coelho, afirmou que o PEEL é uma iniciativa de quem tem responsabilidade com educação. “Trabalhamos no intuito de oferecer aos alunos da rede municipal de ensino as mesmas oportunidades de todos estudantes, inclusive os da rede privada. E aqui na Unipac eles tem essa oportunidade, tem espaço e condições estruturais e tecnológicas para se desenvolverem”, disse o coordenador.

Para desenvolver o Programa foram cotados outros dois espaços na cidade, o Instituto Federal e o Salesiano, contudo, o Secretário de Educação afirmou que as instituições estão com seu espaço físico totalmente ocupado. “Visitamos outros estabelecimentos, mas as salas estavam preenchidas e o único espaço que disponível, que atendia ao Programa era a Unipac. A escolha se justifica pela estrutura acadêmica, física e logística”, concluiu o secretário.

O coordenador do Programa, Bruno Simões Coelho, afirmou que a escolha do local não poderia ser melhor, “estamos utilizando cerca de 22 salas da faculdade e os alunos ficaram muito a vontade no novo espaço, que oferece recursos tecnológicos, audiovisuais, além de conforto, acessibilidade e conforto”, disse o coordenador, que completou “e a Escola Legal já caiu no gosto da criançada, tivemos retorno dos professores de que os alunos estão demonstrando mais interesse em participar das aulas e as ferramentas educacionais disponibilizadas pela Universidade ajudam muito”, pontuou Bruno.

E o sucesso da Escola Legal pode ser confirmado pela presença dos alunos. Segundo informações da coordenação, no primeiro dia 414 alunos foram à escola, já no terceiro dia de aula, esse número chegou a quase 500, o que comprova que os alunos estão gostando e avisando aos colegas, que compartilham a mesma vontade em participar do PEEL. Sobre a adesão dos alunos, Bruno Simões Coelho deixou um recado para os pais e responsáveis “Os pais podem ficar tranquilos, porque os alunos estão e serão bem cuidados, acompanhados e terão uma boa formação. Além do ensino regular, os alunos terão acesso a um grande trabalho na área de cultura, esporte e lazer. Também está no projeto da Escola Legal, convênios com as universidades, para que os alunos tenham acompanhamento médico, fisioterápico, nutricional e psicológico”, afirmou o coordenador.

 

Pais terão a oportunidade de conhecer de perto o Programa e o espaço

 

Está planejado para a tarde de sábado, dia 16 de março, palestra sobre o Programa Educacional Escola Legal, e uma visita guiada ao espaço, para pais e responsáveis. Até a próxima semana será encaminhada circular convidando os responsáveis para conhecerem os objetivos e diretrizes do Programa e as instalações ocupadas pelos alunos.

De acordo com o coordenador do PEEL, os ônibus que transportam os alunos serão disponibilizados para levarem pais e responsáveis até o local no dia do evento. Na oportunidade, eles poderão participar de uma reunião com o Secretário de Educação, Emiliano Furtado, o coordenador do Programa, Bruno Simões Coelho, e a vice-coordenara, Beth Loschi, fazer uma visita aos laboratórios, salas, biblioteca,  academia e refeitório da Universidade e participarão de um coffe-break.

 

Transporte dos alunos

 

Com a implantação do Programa Educacional Escola Legal, e transferência dos alunos, para sede do Programa, localizada no campus da Universidade Presidente Antonio Carlos – Unipac, a Prefeitura garantiu transporte gratuito para alunos, professores e demais funcionários. Cerca de 15 ônibus foram disponibilizados para levar os alunos até à Unipac, e de acordo com o coordenador do Programa, o número de ônibus vai aumentar de acordo com a demanda.  

O transporte escolar obedecerá aos horários e locais de saída já estabelecidos, mas Bruno Simões Coelho confirmou que a partir da segunda quinzena de março novos itinerários estarão disponíveis. “Hoje pegamos os alunos na escola de origem, mas, provavelmente, a partir do dia 18 já teremos itinerários por toda a cidade e os pais e responsáveis poderão escolher os pontos de embarque e desembarque dos alunos. Isso representa uma economia para os pais, que antes pagavam van ou ônibus, e segurança para os alunos”, afirmou Bruno, que concluiu “o Escola legal é um Programa que a cidade tem que se orgulhar”.

Sobre os gastos referentes a transporte de alunos e professores, o Prefeito Toninho Andrada se pronunciou e afirmou que em se tratando de educação não há que se falar em gastos, mas em investimentos. “A disposição do governo municipal é a de investir o necessário para melhorar o processo educacional do município. De qualquer forma, as despesas com transportes dos alunos e professores serão absorvidos normalmente pelo Orçamento Municipal destinado à Secretaria de Educação”, concluiu o Prefeito.

A Prefeitura Municipal arcará com o transporte dos 700 alunos e de todos os funcionários. As escolas que se interessarem em aderir ao Programa podem se inscrever até 15 de maio próximo. O PEEL poderá abranger até dois mil alunos da rede municipal.


Busca de Notícias