Barbacena sedia etapas preparatórias da Conae 2014
Encontro reúne cerca de 250 pessoas para discutir sobre a educação


Com o objetivo de reunir e consolidar propostas para uma educação de qualidade, Barbacena realizou a Conferência Intermunicipal Micro da Conae 2014.  O evento foi um dos encontros que antecede a Conferência Nacional da Educação, que acontecerá em fevereiro do ano que vem, em Brasília e tem como finalidade apresentar proposições às políticas nacional, estadual e municipal, indicando responsabilidades e atribuições entre os entes federados e os sistemas de ensino. Representantes da sociedade civil, professores e demais profissionais da educação dos 23 municípios sob a jurisdição da Superintendência Regional de Ensino de Barbacena (SRE), debateram sobre as diretrizes do documento-referência da II Conae 2014 e os desafios em comum da educação na região.

Na abertura do evento, a diretora executiva da União dos Dirigentes Municipais de Educação em Minas Gerais (Undime/MG) e Presidente da Conae em Minas, Suely Duque Rodarte, destacou a expressividade de Barbacena como pólo educacional e do Deputado Federal Bonifácio de Andrada, como precursor da educação na cidade. “Poder fazer de Barbacena a sede desses encontros revela a sua responsabilidade e o respeito e confiança que nós temos nos gestores locais, na educação local e nos profissionais locais. Barbacena não olha só para Barbacena, ela é aberta para a região. E o que me encanta neste mandato é isso: ver como as portas estão abertas para o todo, com a preocupação em atender toda a região”, disse Suely, que completou: “Barbacena é polo, é modelo, e vai cumprir o seu papel ampliando, melhorando e garantindo a educação de qualidade para todos. A Undime e o Fórum Estadual de Educação têm o prazer de instalar aqui uma macro e saber que essa macro vai ser garantida pela competência de todos.”

O vice-prefeito Mário Raimundo, que representou Toninho Andrada, destacou a finalidade do encontro, “o objetivo de todo o esforço educacional é o aluno. Através dessa conferência, os educadores, os gestores, os pais e os alunos podem contribuir de uma forma direta com suas propostas, suas experiências e fazer nascer políticas que venham atender às necessidades dos estudantes.” Mário Raimundo disse ainda que era motivo de orgulho para Barbacena recepcionar todos os 23 municípios vizinhos.

O Secretário de Educação do município, Emiliano Furtado afirmou ser este um momento ímpar. “Reunimos aqui todas as cidades da regional com o único objetivo de discutir os eixos da Conferência Nacional da Educação. Foi um empenho do Prefeito, e ele fez questão que nós fossemos a cidade sede”, disse o secretário. Segundo Emiliano, é muito importante trazer essas discussões para o âmbito regional, pois “hoje, os secretários municipais de educação são meros operadores de programas do governo federal”. Ele, que também compõe a equipe diretiva da Undime/MG defendeu a revisão do pacto federativo. “O governo federal fica com 70% de toda a nossa arrecadação, mas eles não sabem as necessidades de cada cidade. Por isso, em nossas reuniões, optamos por estudar e fazer propostas do eixo 7, que fala sobre o financiamento da educação.  Vamos levar à Conae 2014 propostas sobre como esses recursos devem chegar ao município, de maneira clara, objetiva, transparente e com mobilidade para o governo municipal utilizar os recursos de acordo com demandas de sua localidade”, finalizou.

A presença de representantes do Fórum Estadual de Educação, da Superintendente Regional de Educação em Barbacena, Isabel Paixão, de pais, alunos, professores e secretários municipais de educação das 23 cidades vizinhas movimentou o dia de debates. Para João Paulo Silva Barbosa, Secretário de Educação de Ressaquinha, o encontro dá expressividade às questões locais. Geraldo Henriques Alves de Faria, Secretário de Educação de Alfredo Vasconcelos, concordou com o colega e afirmou que “a conferência dá voz aos problemas que afligem a educação na região e potencializa a força dos municípios”. A Secretária de São Vicente de Minas, Glória de Carvalho, também falou da expressividade no cenário nacional “aqui a educação ganha amplitude. Isso é importante porque uma cidadezinha pequena como a minha é vista em Minas e no Brasil. É uma oportunidade de trabalhar a educação nas bases, de modo de que aquilo que estudarmos, questionarmos e resolvermos aqui seja colocado em prática nacionalmente”, afirmou.

O próximo encontro acontece nos dias 15 e 16 de agosto. A etapa Intermunicipal Macro espera reunir 100 municípios da região e pautar, mais uma vez, as propostas que serão levadas para a Conae 2014. 


Busca de Notícias