Criatividade e conscientização ambiental marcam Semana Ambiental Integrada


A II Semana Ambiental Integrada foi sucesso de público e ensino- aprendizagem. Mais de 1600 pessoas participaram do evento promovido pela 13ª Cia. Independente de Meio Ambiente e Trânsito da Polícia Militar, numa parceria com a Prefeitura Municipal de Barbacena, Universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG, o Instituto Federal - Campus Barbacena, Copasa, Fundação Israel Pinheiro, Fundação Estadual de Meio Ambiente, Prefeitura Municipal de Ibertioga, Instituto Socioambiental das Vertentes, Movimento Castra Barbacena, Vale, Saint Gobain e organizadores do projeto ‘Barbacena eu amo, eu cuido’.

Este ano, o tema foi “Água e lixo, responsabilidade de todos”. De acordo com o Tenente da 13ª Cia. Independente de Meio Ambiente e Trânsito da Polícia Militar, Wagner Moura, a ideia foi “trabalhar os problemas mais recorrentes em Barbacena e região”. O Militar informou ainda que reuniu vários órgãos ambientais e algumas empresas da cidade visando organizar um evento para conscientizar a população. “A proposta foi demonstrar a importância da união de forças, das convergências de vontades e, sobretudo, o aspecto prático da multi e interdisciplinaridade, visando a discussão  da minimização dos impactos gerados pelos resíduos sólidos e afluentes lançados nos ecossistemas locais”, afirmou Wagner.

Durante cinco dias, escolas da cidade e região, e também a população, puderam visitar os estandes. O Tenente Wagner Moura explicou que o público-alvo eram crianças do 4º ao 6º ano e que, por isso, os estandes tinham uma sequencia pedagógica. “Apesar de ser aberta a toda comunidade, organizamos tudo em uma sequencia lógica. Por exemplo, o mineral é retirado do ambiente, transformado, consumido e descartado. Por isso, a última parte foi o labirinto, que despertava a curiosidade da criançada, e onde elas podiam escolher entre um ambiente preservado e outro degradado”, concluiu o Tenente.

O vice-prefeito, Mário Raimundo, parabenizou a iniciativa e disse ser fundamental o apoio de órgãos e empresas para uma conscientização mais efetiva da população. “O trabalho de forma integrada faz com que o visitante tenha uma ideia concreta da realidade presente e futura com relação aos aspectos ambientais. Isso é ótimo, porque atinge a comunidade de forma mais massificada e, como consequência, tem-se uma sociedade mais justa, igualitária e protegida”, afirmou o vice-prefeito.

Professores e alunos elogiaram a iniciativa e sugeriram mais projetos com essa finalidade. A professora do Colégio Aprendiz, Cilene Lima, destacou a II Semana Ambiental Integrada como uma “oportunidade dos alunos perceberem que existe a possibilidade de fazer diferença e que a atitude de cada um soma”, disse a professora. Denise Vitor Ferreira, professora de Antonio Carlos, trouxe 21 alunos para visitar os estandes e disse que o evento serviu como uma extensão dos projetos de sustentabilidade ambiental desenvolvidos em sala de aula.


Busca de Notícias