Relatório: Gestão passada gastou mais com Carnaval e Exposição que governo Toninho


A Agir, Agência de Desenvolvimento de Barbacena, apresentou relatório comparativo aos anos de 2012 (gestão Danuza Bias Fortes) e de 2013 (Gestão Toninho Andrada) de gastos para realização do Carnaval e da Exposição Agropecuária, duas das festas mais tradicionais da cidade. Em 2012 as despesas dos dois eventos somaram R$ 994 mil. Em 2013, o investimento foi R$ 54 mil a menos.

A Presidente da AGIR, Maria da Glória Bittar de Castro Pereira, disse que este ano “o trabalho realizado na promoção do Carnaval e da Exposição foi ousado e criativo, e seguiu planejamento rigoroso, obedecendo a solicitação do prefeito Toninho Andrada de resgatar os eventos sem aumento de gastos financeiros”.

Seguindo o programa de governo da gestão 2013/2016, no que tange a resgatar as principais festas da cidade sem aumentar gastos, a Prefeitura promoveu em 2013 um dos melhores Carnavais dos últimos tempos. A gestão recuperou a Exposição Agropecuária, com atrações de impacto, com público circulante superior a 60 mil pessoas e recorde de animais expostos, que foram mais de mil, segundo dados do Secretário de Desenvolvimento Rural, Getúlio Paes Fortes Feres.

A Agir utilizou de criatividade e comercializou espaços para economizar gastos diante da crise financeira da cidade. Nas duas festas, a Prefeitura investiu diretamente R$ 940 mil, um valor R$ 54 mil a menos que a gestão passada nas duas festas em 2012. Naquele ano, mesmo promovendo um dos piores Carnavais da história da cidade e uma Exposição Agropecuária que não teve público nem atrações de impacto, a gestão passada teve gastos de R$ 994 mil com os dois eventos.

De acordo com o relatório da AGIR, baseado nos arquivos da Cenatur, em 2012 a despesa total com o Carnaval foi de R$ 514mil, sendo R$ 369 mil custeados diretamente pela Prefeitura e o restante, R$ 145 mil,  com a arrecadação junto a barraqueiros e espaços promocionais. Em 2013, a despesa total do Carnaval foi de R$ 257 mil, sendo R$ 240 mil pagos pela Prefeitura e R$ 17 mil bancados com arrecadação na própria festa. Ainda segundo o relatório da AGIR e com dados registrados nos arquivos da Cenatur, em 2012 a despesa total com a Exposição Agropecuária foi de R$ 818 mil, com a Prefeitura assumindo R$ 635 mil e o restante, R$ 183 mil, sendo provenientes do evento. Em 2013, o gasto total da Exposição foi de R$ 1,06 milhão,  o repasse direto da Prefeitura foi de R$ 700 mil e o restante, R$ 360 mil, levantados no próprio evento, com venda de barracas, estacionamento, shows e stands.

Segundo o Secretário de Governo, José Augusto Penna Naves, “a recuperação das duas festas com menos investimentos diretos da Prefeitura demonstra que a reforma administrativa já está dando frutos a Barbacena, com uma gestão ágil e moderna, que trabalha com seriedade e profissionalismo”. Ele ainda destacou que 'o atual governo trata o dinheiro público com muito zelo, procurando potencializar suas ações'.

Pesquisa de opinião realizada no dia 16 de junho pela empresa Urbandata e publicada pelo Jornal Praça Pública dia 21, avaliou os dois eventos: o Carnaval deste ano teve aprovação de 48.9% dos entrevistados, com reprovação de 27.6%, e 23.5% que não opinaram. A Festa da Exposição deste ano foi aprovada por 59.4%, contra 13.3% que fizeram uma avaliação negativa da festa.


Busca de Notícias