Plano Safra aplica mais de R$ 10 bilhões para operações de crédito rural em Minas


Cerca de 100 pessoas participaram da reunião para lançamento do Plano de Safra 2013/2014 do Banco do Brasil. O prefeito em exercício, Mário Raimundo, e o Secretário de Desenvolvimento Rural, Getúlio Feres, foram ao evento de apresentação do Plano, e destacaram o agronegócio como um dos responsáveis pelo desenvolvimento socioeconômico da região.

O encontro aconteceu hoje, 3, na agência do Banco do Brasil em Barbacena,  e contou com a presença de autoridades do setor, além de agricultores e empresários da área. Participaram do evento, representantes das cidades de Antônio Carlos, Resende Costa, Ressaquinha, São João-del Rei, Lagoa Dourada, Alfredo Vasconcelos, Desterro do Melo, Santa Bárbara do Turgúrio, Senhora dos Remédios e Alto do Rio Doce. Além de sindicatos, Emater, cooperativas, produtores e fornecedores.

Durante a reunião, o representante do Banco do Brasil, Edgard de Resende, fez um pequeno balanço do Plano de Safra 2012/2013. Ao todo, o Banco do Brasil estima destinar R$ 70 bilhões para as operações de crédito rural na safra 2013/2014 – um aumento de 27% em relação à safra anterior, que foi de R$ 55 bilhões. Para a nossa região, o desembolso para operações do agronegócio cresceu cerca de 47%. Em Barbacena, o aumento está próximo a 67%. 

O produtor familiar mineiro, que quer contratar o crédito do Pronaf para o custeio da produção vai ter disponível, pelo Banco, R$ 1,1 milhões. No caso de investimento, o valor estimado é de R$ 1,2 milhões. De acordo com o Superintendente Regional de Varejo em Barbacena, Edgard de Resende, esse tipo de investimento auxilia o município, “Isso significa que a agricultura familiar está investindo mais, produzindo mais, gerando mais empregos na área rural e aumentando a produção dos alimentos – o que nossa região precisa para se desenvolver”.

 

 


Busca de Notícias