Barbacena recebe festival das artes urbanas


Dois dias de muita dança e hip hop de qualidade. Assim podemos definir a segunda edição do Movimento Urbano em Barbacena. O evento, que fechou as atividades de comemoração pelos 222 anos da cidade, agitou a Praça da Rua Bahia neste fim de semana com performances, intervenções livres e competições.

Idealizado por Rodrigo Cisco, com o apoio da Prefeitura e da AGIR, o Movimento Urbano entrou para o calendário oficial da cidade em 2013 e promoveu cursos de aperfeiçoamento, batalhas de break e hip hop e duelo poetas do improviso. Tiago Santos, que ofereceu um curso de break, é de Lagoa Dourada e veio porque soube do sucesso do evento no ano passado. "Ouvi muitas coisas boas sobre a primeira edição do evento. Este ano está demais. O som, o palco, a pista, as pessoas, sem dúvidas superou minhas expectativas”, afirmou Tiago.

De acordo com o idealizador do movimento, Rodrigo Cisco, a ideia é disseminar a cultura hip hop e desmarginalizar a visão que as pessoas têm do estilo. “Este é um incentivo à cultura, à saúde e ao esporte. As pessoas têm muito preconceito, principalmente em nossa cidade. Queremos mostra que o Hip Hop pode ser um movimento contínuo e colaborativo”, destacou Rodrigo.

O Diretor de Cultura e Turismo da AGIR, Fred Furtado, afirmou que nada foi criado, o que eles fizeram foi reunir quem já faz. “Apoiamos uma iniciativa que é sucesso por si só. O bom disso é que a programação de aniversário da cidade conseguiu abranger todos os públicos, cada um ao seu estilo. É isso que buscamos, integração e valorização da cultura local e dos barbacenenses”, concluiu Fred.


Busca de Notícias