AMM participa de reunião da Granbel para discutir assuntos metropolitanos
Toninho Andrada discursou durante o evento

Toninho Andrada discursou durante o evento
Toninho Andrada discursou durante o evento

O Presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM) e Prefeito de Barbacena, Toninho Andrada, participou, na última segunda-feira, 23 de setembro, da reunião Itinerante da Associação dos Municípios da Grande Belo Horizonte – Granbel, em Contagem. A reunião teve como objetivo entregar ao Relator Geral do Orçamento da União, Deputado Miguel Corrêa, documento com as demandas prioritárias da região, para que sejam avaliadas e consideradas no orçamento federal de 2014.

Os 34 municípios apresentaram suas demandas específicas, e entre as solicitações, 80 % estão focados na mobilidade urbana. Duas prioridades também foram solicitadas: a duplicação da 381 Norte, que liga  Belo Horizonte a Governador Valadares, e a obra do chamado Rodoanel Norte, que liga Betim – BR  381 a Ravena.

O Prefeito de Betim e Presidente da Granbel, Carlaile Pedrosa, falou das dificuldades em que os municípios se encontram, e do esforço que vêm fazendo diante da falta de recursos para investir nas condições básicas da população. “É importante o apoio de todos, incluindo os líderes empresariais, secretários municipais, vereadores e todos os envolvidos que podem ajudar nesta luta”, ressalta.

Para Toninho, os municípios são meros executores dos programas estaduais e federais e as suas reais necessidades não são ouvidas nos fóruns específicos onde se elaboram as políticas públicas. “Os municípios estão se transformando de ente federado para indigente federado”, ressalta. Na ocasião, o Presidente da AMM e Prefeito de Barbacena lançou a proposta para que as regiões metropolitanas sejam transformadas em “ente federativo especial”, com autonomia política e financeira. “Isso é uma tarefa para os deputados e senadores discutirem no Congresso Nacional, para que possam ter essa autonomia política, financeira e orçamentária. Assim, o governo federal poderá repassar verbas diretas para essa nova unidade federativa, que vai então irrigar com recursos, obra e serviços os municípios que a integram”, completa.

O deputado Miguel Correa recebeu o documento e se mostrou disposto a colocar as propostas em pauta no Congresso. “O que temos feito é procurar compreender as demandas locais que cada município apresentou, e organizar isso dentro das ações de investimento da União. O que quero afirmar é que grande parte das demandas apresentadas aqui já estarão no orçamento da União de 2014”, afirmou.


Busca de Notícias