Amigos do Patrimônio Cultural faz homenagem a personalidades e entidades barbacenenses


Preservação da memória, cultura e costumes, é isso que os vencedores do Amigos do Patrimônio Cultural 2013 fazem por Barbacena. E, de uma eleição acirrada, saíram os cinco vitoriosos da terceira edição do Prêmio. O evento para a entrega da premiação e homenagem aconteceu na noite de ontem, 25 de setembro, no auditório da AGIR.

Maria Leite de Castro Coutinho, Dona Totoca, que durante muitos anos coordenou a Banda Correia de Almeida e atualmente integra a Confraria de Nossa Senhora da Boa Morte, tem 95 anos e recebeu o prêmio especial. Para ela, a homenagem significa reconhecimento. “Estou muito feliz. Para mim, é uma honra receber o prêmio e não sei até aonde vai o merecimento”, disse a senhora muito bem humorada. 

O júri, formado por vencedores de outras edições do Prêmio, integrantes dos conselhos do Patrimônio Histórico e de Cultura, da Fundação de Cultura e da Agência de Desenvolvimento Integrado de Barbacena e Região (AGIR), estava presente e satisfeito com as escolhas. José Maurício dos Santos, que fez parte do júri, afirmou que o momento é de “reconhecimento individual e coletivo pela preservação da memória, cultura e identidade local”.

Outro premiado foi o projeto “Visitas Guiadas ao Patrimônio Cultural de Barbacena”, que promove um roteiro cultural pelo centro da cidade com jovens e crianças. O idealizador do Projeto é Sérgio Ayres. Há cinco anos ele desenvolve o trabalho, que foca na identidade e na memória dos barbacenenses. “É motivo de muita alegria receber o reconhecimento por uma atividade que mescla cultura e educação. O Projeto já passou por várias escolas e envolveu cerca de 500 estudantes”, afirmou Sérgio. 

A Comunidade Quilombola dos Candendês, localizada no distrito de Ponto Chique, também recebeu homenagem. Reconhecida oficialmente pela Fundação Cultural Palmares, a Comunidade foi representada por Alexandre José do Carmo. Para ele, o Prêmio representa “o reconhecimento pelo esquecimento”. Simples, o trabalhador rural se disse emocionado com a homenagem, que significa muito para a comunidade quilombola. 

Os outros dois escolhidos foram o Movimento Nacional Amigos do Trem e a promotora Elissa Maria do Carmo Lourenço Xavier. Os Amigos do Trem são parceiros do município de Barbacena no convênio firmado entre a Prefeitura e a ONG, que vai trazer de volta a linha do trem que liga Barbacena a Cabangú. Elissa Maria foi homenageada pelo papel desempenhado na Promotoria do Patrimônio em Barbacena.

 O Vice-prefeito Mário Raimundo esteve na premiação e falou sobre a iniciativa. “Este é, sem dúvidas, um estímulo à preservação da história e memória de nossa localidade. Reconhecendo personalidades e entidades que trabalham por nossa cidade, estamos assegurando a preservação do patrimônio, e isso é fundamental, principalmente em uma cidade bicentenária como Barbacena”, destacou o Vice-prefeito.

Compôs a mesa dos trabalhos, o Vice-prefeito, Mário Raimundo, o Secretário de Governo, José Augusto de Oliveira Penna Naves, a Presidente da AGIR, Maria da Glória de Castro, a Presidente do Conselho de Patrimônio, Sheila Domit, e o Diretor de Patrimônio da AGIR, Sérgio Ayres. Outras autoridades e população em geral prestigiaram o evento.

O Prêmio Amigos do Patrimônio Cultural 2013 foi uma realização da Prefeitura Municipal, AGIR, Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Artístico, Conselho Municipal de Cultura, Associação Comercial e Industrial de Barbacena, Escola de Educação Patrimonial e Fundação de Cultura.


Busca de Notícias