Escola Municipais são avaliadas por agentes da CECANE


Agentes do Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição Escolar da Universidade Federal de Ouro Preto (CECANE-UFOP), fizeram uma visita entre os dias 11 e 13 de março, em todas as escolas municipais de Barbacena, no intuito de averiguar possíveis irregularidades. Essa inspeção foi por causa de uma denúncia feita sobre a estrutura física da rede, em 2012.

Desde o primeiro dia, os agentes promoveram várias atividades com gestores municipais, nutricionistas, vereadores, cantineiras, representantes das escolas  e membros do Conselho de Alimentação Escolar (CAE), salientando sempre a melhoria da alimentação nas instituições e a infraestrutura para os docentes.

Em seguida, os fiscais percorreram oito escolas aleatoriamente, avaliando a merenda, o espaço físico e principalmente a higiene do local. Segundo Viviane Rocha Carvalho, Agente do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e CECANE, os institutos tiveram ponto positivo, pois fizeram melhorias, compraram equipamentos e utensílios. “Estava tudo organizado e impecável na limpeza”, afirmou a agente.

Já na parte da alimentação escolar, os Agentes pediram mais atenção e diversificação de mantimentos. “ A oferta de proteína no cardápio é um ponto a melhorar. A merenda oferece carne, mas achamos que estava em pouco volume, poderia conceder em maior quantidade, ou até mesmo em pedaços, fazendo uma variedade de carne de boi, vaca e frango”, explicou Viviane sobre os pratos servidos.

Foi sugerido ao Secretário de Educação e Desporto, Emiliano Furtado, algumas melhorias como reformas, incrementação no cardápio e a contratação de mais nutricionistas, para que todas as escolas sejam atendidas com êxito e qualidade.

Maria Solange Lucindo Magno, Técnica em Educação da Secretaria Municipal vangloriou a vinda do CECANE até Barbacena e disse que o trabalho deles complementa e ajuda na evolução das escolas. “Nós fazemos visitas periodicamente e emitimos um relatório conclusivo, levantando pontos positivos e a melhorar. Com a orientação da equipe, podemos fazer um trabalho mais preciso”, afirmou a técnica.

A nutricionista do Município, Vivian Fátima Espanhol Espírito Santo explica que o trabalho feito pela equipe da CECANE é de extrema importância para Barbacena, porque as mudanças irão acontecer para o bem estar de todos. “Algumas transformações já foram realizadas e outras ainda estão por vir, mas resumindo, achei ótima a visita deles. Um trabalho em prol das crianças, para que tenham um bom desempenho, crescimento e principalmente uma alimentação saudável. Então, olho para o futuro e vejo adultos sadios, com uma saúde melhor e uma perfeita nutrição, evitando possíveis doenças incuráveis”, destacou a nutricionista.

Ainda na explicação sobre a vinda dos fiscais até Barbacena, Viviane Carvalho, fala sobre os critérios usados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e na escolha dos locais a serem orientados. “O Município nunca teve a visita de CECANE. Este período aqui foi muito importante, pois, em Minas Gerais são 853 cidades no total e somos poucos agentes para atender a tanta  demanda. Os critérios usados foram: lugares que nunca tiveram nossa direção com denúncias e aqueles que fizeram a solicitação. No caso de Barbacena foi uma denúncia na parte de estrutura física, por isso viemos aqui. Esta acusação foi feita em 2012, porque ano passado, não tivemos nenhuma reclamação”, esclareceu Viviane.

O Secretário Municipal de Educação e Desporto, Emiliano Furtado ainda ressaltou que Barbacena tem muito que evoluir dia após dia e com a ajuda da CECANE muita coisa boa está por vir. “Já melhoramos muito no que se refere à alimentação escolar e com a assessoria vamos aprimorar o nosso trabalho, para que possamos atender, de forma contínua e eficaz, a merenda escolar em nossa rede de ensino”, disse o secretário.

Ele ainda descreve, aliviado, quando fala sobre a denuncia feita. “Esta acusação é de 2012. Desde o primeiro dia de nossa gestão na secretaria, a ordem do Prefeito Toninho Andrada sempre foi de melhorar a merenda escolar e que nunca falte esta refeição para os alunos. Fiquei sabendo que na gestão anterior, faltava alimentação adequada para os docentes e até agora não nos aconteceu nada. O nosso balanço é positivo. Vamos continuar melhorando”, conclui Emiliano.

Os avaliadores, Viviane Rocha, Noemi Gonçalves Andrade e Diego Vaz, fizeram um seminário no auditório da Agência de Desenvolvimento Integrado de Barbacena e Região (AGIR) para relatar todas as melhorias a serem feitas pelo Município. O prazo é de 6 meses a 1 ano. E assim, uma nova equipe voltará em Barbacena para averiguar  o que mudou.

 


Busca de Notícias