Rio das Mortes receberá peixamento
Cerca de 10.000 peixes serão soltos nesta semana


Uma ação ecológica organizada pela Prefeitura Municipal de Barbacena, em parceria com a Companhia Energética de Minas Gerais (CEMIG), Diretoria de Meio Ambiente da Agência de Desenvolvimento Integrado (AGIR) e Agência de Desenvolvimento Passos da Liberdade (ADEPAL) faz amanhã(10), dois peixamentos no Rio das Mortes, em dois pontos diferentes. O primeiro local será na região do Distrito do Faria, próximo à Sede de Turismo Ecológico, às 10h, e outro na região dos Costas, no Córrego do Sapateiro, às 14h.

Para ampliar a conscientização, a AGIR realiza palestras educativas nas escolas próximas aos locais do peixamento, informando sobre a importância da soltura dos peixes. Na última terça feira (01), uma mesa-redonda foi preparada, seguida de atividade lúdica na Escola Municipal Jovelino Jacinto Furtado, no distrito do Faria.

Já nos dias 07 e 08, as palestras preparatórias foram realizadas nas Escolas Crispim de Paula Nésio (Costas) e Coronel José Máximo (Pombal).  Em cada ação de peixamento, deverão ser liberados cerca de 5.000 peixes das espécies Piau, Curimbatá e Piracanjuba (ameaçadas de extinção).

“Conjugar ações ambientais concretas com educação, sempre resultam em maior conscientização. As populações ribeirinhas, que convivem e utilizam os recursos provenientes do Rio das Mortes, são o maior manancial de nossa cidade”, explicou o Diretor de Meio Ambiente da AGIR e geógrafo, Sérgio Grossi.

Derramamento de óleo completa um ano

O acidente ambiental que afetou o Rio das Mortes com o derramamento de cerca 40 mil litros de óleo de uma tubulação da empresa Transpetro completa um ano nesta quinta-feira, dia 11. O óleo derramado atingiu a captação de água utilizada pelo Serviço de Água e Saneamento (SAS) e comprometeu boa parte do abastecimento de parte cidade.

O furto do combustível ocorreu no começo da manhã do dia 11 de abril de 2013, quando ladrões disfarçados de funcionários da Petrobrás serraram os parafusos da válvula do duto e encheram os tanques de uma carreta bitrem, que tem capacidade de 44 mil litros. O veículo de carga ficou atolado em uma estrada próxima e o motorista decidiu despejar todo o carregamento às margens da via. O líquido acabou caindo no Rio das Mortes. A Polícia Militar do Meio Ambiente foi acionada e conseguiu prender o condutor da carreta.


Busca de Notícias