O inverno chega e o plantio de leguminosas também
Agricultores aproveitam a estação para diversificar nas plantações


Muitos produtores não sabem o que plantar nesta época do ano. Mas, o clima frio e seco de Barbacena favorece o plantio de ervilha, vagem e outras leguminosas. Os produtores já estão apostando alto no cultivo e tem ótimas expectativas nas colheitas.

Segundo Renato Laguardia, presidente do Sindicato Rural, a rotação de cultura é um método utilizado por vários produtores, mantendo a terra sempre fértil e ativa. “Barbacena tem um bom potencial produtor. O clima é muito favorável à produção desta leguminosa, por isso, acredito que a ervilha seja uma boa proposta. Acredito ainda, no potencial do nosso Município em produzir alimentos de excelente qualidade”, pontuou.

Já para o Subsecretário de Desenvolvimento Rural, Paulo César Viol, o inverno tem uma demanda difícil para plantação, mas a vagem e a ervilha, entre outras leguminosas, possuem uma demanda de cultivo ideais para esta época. “Os agricultores usufruem deste período de inverno, diversificar na plantação e não deixar que a terra fique inutilizada”, disse o subsecretário.

Barbacena produz uma média de 600 mil toneladas por ano em 100 hectares. São várias panhas para evitar que o grão fique prejudicado. Nas propriedades, o que se vê são pés carregados e a expectativa é muito positiva.

O trabalho está acelerado e o preço atrativo, uma média de R$1,50 cada bandeja de 250g. Bandejas que podem chegar a R$3,00. O que é produzido aqui é vendido até na região de Belo Horizonte.

O Engenheiro Agrônomo da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (EMATER), João Marcos Junqueira Ribeiro, demonstra também sua satisfação com o aumento da produção e da qualidade dos produtos de Barbacena. “Fico satisfeito e lisonjeado com esta produção, pois, os agricultores cultivam um produto de qualidade. Barbacena é um dos municípios que mais produz hortifrutigranjeiros no Estado, sendo que, já colhe por mês 60 mil quilos por hectare em média”, concluiu orgulhoso João Marcos.


Busca de Notícias