P.A. da Santa Casa será transferido para Hospital Regional em 90 dias
A decisão foi tomada após reunião na Cidade Administrativa, sob coordenação do Secretário de Saúde do Estado José Geraldo de Oliveira Prado


Em 90 dias, o Pronto Atendimento (PA) – Urgência e Emergência, que atualmente funciona nas dependências da Santa Casa de Misericórdia, será transferido para o Hospital Regional de Barbacena, pertencente à Fhemig. A medida foi decidida após reunião, quarta-feira passada, dia 25, no gabinete do Secretário de Saúde de Minas Gerais, José Geraldo de Oliveira Prado, com as presenças do Presidente da Fundação Hospitalar de Minas Gerais – Fhemig, Antônio Carlos de Barros Martins, do Prefeito de Barbacena, Toninho Andrada, do Deputado Estadual Lafayette Andrada, do Secretário Municipal de Saúde, José Orleans da Costa, do Diretor Geral do Hospital Regional de Barbacena, Jorge Correa e de técnicos estaduais. 

A decisão foi tomada após dois meses de estudos e levantamentos, em que pelo menos quatro reuniões de trabalho foram realizadas na capital, na Cidade Administrativa – sede do governo mineiro, além de outras setoriais em Barbacena. O objetivo da mudança é solucionar a crise do Pronto Atendimento (PA) que hoje está instalado na Santa Casa. A medida foi comunicada oficialmente pela Secretaria de Estado da Saúde. Nela, o Subsecretário Tiago Lucas informa que “a transição deve ser efetivada com segurança, resguardando os serviços de Urgência e Emergência, para que em até 90 dias possamos atender aos melhores padrões de eficiência e resolutividade, que possam garantir à população referenciada a assistência necessária”. 

A partir de julho, a Fhemig providenciará as ações administrativas para admissão emergencial de pessoal e adequação do espaço físico para a instalação do PA. Segundo os estudos realizados, deverão ser admitidos aproximadamente 350 funcionários para as áreas administrativas, médicas, enfermagem, farmácia e atendimentos. 

O Prefeito Toninho Andrada esclareceu a questão foi levada ao Estado pelo município, “diante da gravidade das dificuldades enfrentadas pela Santa Casa e da enorme necessidade de se garantir um atendimento satisfatório à população”. Ele destacou o amplo apoio do Secretário de Saúde do Estado, José Geraldo, e do Presidente da Fhemig, Antônio Carlos, que “demonstraram total interesse em apoiar e colaborar com o município na solução do problema”. Para o Prefeito, “somente com o suporte administrativo e financeiro do Estado o PA teria condições de superar a atual crise”. O Deputado Estadual Lafayette Andrada reiterou que “mais uma vez, o governo mineiro demonstra total solidariedade com os pleitos de Barbacena, ajudando a cidade a superar um delicado e complexo problema”. O Deputado Federal Bonifácio Andrada, que participou de reuniões anteriores, também elogiou a atuação do governo do Estado. 

As ações técnicas e operacionais ficarão a cargo do Secretário Municipal de Saúde, José Orleans da Costa, e do Diretor Geral do Hospital Regional de Barbacena “Dr José Américo”, Jorge Correa. Para Orleans, “a medida é emergencial e de grande urgência, porque o PA atende toda a população de Barbacena e também pacientes de várias cidades da região”, e concluiu dizendo que “sozinho, o município não teria condições de solucionar um problema que extrapola os limites da cidade”. 

 

A Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Saúde emitiu o seguinte Comunicado Oficial: 

Urgência e Emergência será transferida para Hospital da Fhemig 

Governo de Minas e Prefeitura de Barbacena anunciam mudança em até 90 dias 

Na tarde de quarta-feira, 25.06, durante reunião realizada em Belo Horizonte, no gabinete do secretário de Estado de Saúde, José Geraldo de Oliveira Prado, foi definida a mudança da porta de entrada da Urgência e Emergência da Macrorregião Centro-Sul para o Hospital Regional Dr. José Américo, da Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig). Hoje, o serviço funciona na Santa Casa de Barbacena 

Participaram da reunião, além do secretário, o prefeito de Barbacena, Antonio Carlos Andrada; o deputado estadual Lafayete Andrada; o secretário municipal de Saúde e representante da Santa Casa de Barbacena, José Orleans Costa, o subsecretário de Atenção e Políticas de Saúde, Tiago Lucas, o presidente da Fhemig, Antonio Carlos de Barros Martins, além de Jorge Correia Neto, diretor do Hospital Dr. José Américo, Gustavo Martins e Hellen Fernanda de Souza, da Coordenação Estadual de Urgência e Emergência. 

Durante a reunião foi acordado que referências técnicas da SES/MG e do município de Barbacena elaborem um plano de ação para a definição do modelo de transição da Urgência e Emergência, que atende a 51 municípios da Macro Centro-Sul. Nesse plano serão estabelecidos o cronograma das ações, o modelo assistencial, plantões e especialidades ofertadas. 

“Essa transição deve ser efetivada com a segurança, resguardando os serviços de Urgência e Emergência, para que em até 90 dias possamos atender aos melhores padrões de eficiência e resolutividade, que possam garantir à população referenciada a assistência necessária”, assegurou o subsecretário Tiago Lucas. 

As obras de reforma do Hospital Regional Dr. José Américo já estão em curso. O investimento é de R$ 17 milhões, do Tesouro do Estado. Com essa readequação do espaço físico, nessa primeira fase da transição da Santa Casa para a unidade hospitalar da Fhemig serão disponibilizados novos serviços e mais cem leitos dos 250 previstos. Hoje, o hospital dispõe de 71 leitos. 

Com a nova configuração o hospital vai dispor de quatro salas de cirurgia, nove leitos de indução/recuperação pós-anestésico, 20 poltronas Fast Track, 30 leitos de Unidade de Decisão Clínica(U.D.C) adulto, 10 leitos de U.D.C. pediátrico, 10 leitos de UTI para Neurotrauma, 30 leitos de UTI adulto, 10 leitos de UTI Pediátrica, 10 leitos de Unidade de Cuidados Intermediários Pediátricos, 20 leitos de Unidade de Cuidados Intermediários Adulto, 20 leitos de internação para Acidente Vascular Cerebral(A.V.C) e 100 leitos de internação clínicacirúrgica, além de um completo apoio diagnóstico e terapêutico em função da complexidade do Hospital. A área de ampliação será de 4.121 metros quadrados. 

A Macro Centro-Sul, com 51 municípios e uma população de 750 mil habitantes, reúne as micro-regiões de Congonhas/ Conselheiro Lafaiete, Barbacena e São João Del Rey. Conta com o SAMU Regional, que é gerenciado pelo consórcio público CISRU. 


Busca de Notícias