Saúde para a população terá R$ 47 milhões em 2014
Os recursos financeiros, que integram o orçamento do Fundo Municipal de Saúde, é feito pela gestão atual, através da SESAP


Em 2014, a Prefeitura de Barbacena investirá R$ 47 milhões nos serviços de prestação de saúde para atendimento da população na rede pública. Até maio, a Prefeitura já havia destinado R$ 19,5 milhões. Será o maior valor destinado na história da cidade. Em 2013, primeiro ano da atual gestão municipal, a Prefeitura aplicou R$ 43 milhões. Em comparação com o último ano da gestão passada, 2012, os recursos de 2014 significarão um aumento de 20%.

Os recursos são direcionados ao pagamento de serviços contratados para atendimento do SUS junto aos Hospitais (Santa Casa, Ibiapada, Fhemig e IMAIP), Clínicas Especializadas, Ambulatório do Vilela, Apae, Assodibar e Laboratórios, para a oferta de serviços de internações clínicas, internações psiquiátricas, procedimentos oncológicos, UTI, fisioterapia, consultas, exames laboratoriais, radiológicos, cintilografias, tomográficas, ultrassonografias, cirurgias, entre outros procedimentos.

Toda a gestão destes recursos financeiros, que integram o orçamento do município de do Fundo Municipal de Saúde, é feito pelo governo municipal, através da Secretaria Municipal de Saúde. Para o Secretário José Orleans da Costa, o crescimento de 20% nos recursos destinados ao atendimento da população é resultado da combinação “de planejamento, articulação com os órgãos de saúde estaduais e federais, e priorização estratégica”. Apesar de ver com otimismo os avanços conquistados em um ano e meio, Orleans considera que o município tem ainda um “longo caminho a percorrer, porque faltou ao município planejamento e metas na gestão passada, o que comprometeu o desenvolvimento das ações no setor”.

Toninho Andrada disse que a saúde é o principal problema apontado pela população nas pesquisas de opinião, e que sua gestão está concentrando grandes esforços para superar os problemas acumulados. “Além de aumentar os recursos destinados ao atendimento da população estamos buscando alternativas para melhorar a qualidade dos serviços”, revelou. Toninho destacou o início das obras de reforma e ampliação do Hospital Geral de Barbacena (Fhemig) que receberão investimentos de R$ 16 milhões e a transferência do Pronto Atendimento (Urgência e Emergência) hoje em funcionamento na Santa Casa para aquele Hospital público, “com a oferta à população de uma maior estrutura física, material e operacional”.

 


Busca de Notícias