Prefeitura faz balanço positivo das ações de saúde em Barbacena
Atual gestão, apesar de herdar uma crise no sistema de saúde municipal, tem conseguido redesenhar e avançar nas atividades do setor


A Prefeitura escolheu a saúde como um dos principais eixos prioritários. Segundo o prefeito Toninho Andrada a sua administração investiu R$ 43 milhões no setor no ano passado e tem previsão de investir mais R$ 47 milhões este ano, sendo que R$ 19,5 milhões foram empregados até o mês de maio.

Entre os projetos para a saúde, destaque para a reforma e ampliação do Hospital Geral de Barbacena (Antigo Hospital Regional da Fhemig), com investimentos de R$ 27,3 milhões. Outra importante conquista é o “Centro Viva Vida”, que está sendo construído na divisa dos bairros João Paulo II e Grogotó, com um orçamento de R$ 1,8 milhão.

Com relação ao Hospital Geral, serão 250 leitos, sendo 130 de clínica médica e cirúrgica (20 para pacientes de AVC e 10 para dependentes de álcool e drogas), 50 para pacientes de UTI (30 de adultos, 10 de traumas e 10 pediátricos), 30 leitos da unidade de cuidados intermediários e 40 da unidade de decisão clínica. Também serão construídas oito salas cirúrgicas.

Outro ponto forte na saúde na atual administração é o “Estratégia Saúde da Família”. O programa consiste em um levantamento prévio de cada família, que é feito por um agente de saúde, culminando na visita domiciliar feita por um médico àqueles que não podem ou tem dificuldades para se locomover até as Unidades Básicas de Saúde.

 

Segundo a Secretaria de Saúde, 23.696 famílias, totalizando 82.529 pessoas, estão cadastradas no programa. No trabalho para atender a população barbacenense, foram formadas 27 equipes, que são compostas, cada uma, por um médico, um enfermeiro e um técnico, além de um grupo de agente de saúde, que chega a 181 servidores, se somados todos que trabalham no município. A Prefeitura assumiu ainda a gestão do Hospital Escola, passando a gerir os serviços de assistência ambulatorial nas áreas de especialidades médicas e exames complementares, oferecidos pelo Hospital.

Também no ano passado, no dia 13 de junho, o prefeito Toninho Andrada viabilizou junto ao Governo de Minas um plano para reorganizar o sistema de saúde de Barbacena. Fruto do acordo, foi liberado R$ 600 mil para aquisição de equipamentos para o novo Pronto Atendimento (PA). Também no início da gestão, foram retomados os procedimentos para terminar a obra da UPA. Devido a dívidas junto a empreiteira e com bloqueio de verbas, a obra ficou parada por quase um ano, mas o prefeito Toninho Andrada conseguiu dar andamento ao projeto.

Em setembro do ano passado, a Prefeitura firmou contrato com o Instituto de Maternidade Policlínica (Imaip) sobre atividades e serviços referentes ao sistema único de saúde, por intermédio de pactuação de metas no âmbito do Programa de Reestruturação dos Hospitais Filantrópicos, com valor superior a R$ 1 milhão. No último mês de agosto, o Ministério da Saúde comunicou a Prefeitura a liberação de mais 25 leitos de cuidados prolongados para o Hospital Maternidade.

No início deste ano, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde , e a Santa Casa de Misericórdia de Barbacena, também firmaram Termo de Cooperação Técnica visando a melhoria do atendimento à população usuária do Sistema Único de Saúde (SUS).

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) também têm tido atenção especial do Governo Municipal. Exemplos desta atenção foi a reforma da UBS do bairro João Paulo II, no ano passado, e a retomada das obras das UBS dos bairros Nova Suíça, Vilela e Funcionários, em um projeto orçado em R$ 89 mil.

Barbacena também aderiu ao Programa Mais Médicos. Hoje já são nove profissionais atuando na cidade e na zona rural com atendimento todos os dias, somente em dois períodos da tarde que não estão presentes porque participam de estudos que fazem parte das regras do Programa.

Dentro do processo da qualidade de saúde da população, a prefeitura está também investindo na área de saneamento básico e já está executando as obras que beneficiarão sete bairros, no investimento de R$ 2,7 milhões e tiveram início no bairro Monte Mário. Outros dez bairros estão sendo beneficiados o que corresponde a uma população de mais de 21 mil pessoas, em um investimento da ordem dos R$ 7,5 milhõtes. Apesar de tudo isso, o prefeito Toninho Andrada é o primeiro a reconhecer que existem muitos desafios a serem vencidos para que a saúde do município possa ser modelo de atendimento. “Já derrubamos algumas barreiras, fizemos algumas conquistas importantes, mas não vamos parar de trabalhar para melhorar a qualidade no atendimento da saúde dos barbacenenses. Esta é uma meta prioritária de nosso governo”, destacou.


Busca de Notícias