Prefeitura e a Coral Tintas garante recuperação de prédios históricos
Todas as ações do Projeto “Tudo de Cor em Barbacena” terão acompanhamento pelo Conselho do Patrimônio Histórico e Artístico de Barbacena


Foi assinado na última quinta-feira, dia 30 de outubro, um termo de parceria entre a Prefeitura de Barbacena, através da Agência Municipal de Desenvolvimento Integrado de Barbacena e Região - AGIR e a empresa Akzo Nobel, detentora da marca Coral, para implantar na cidade o projeto “Tudo de Cor para Barbacena”, que vai garantir material e mão de obra para a recuperação e a pintura das fachadas de cinco prédios históricos de Barbacena. No ato de assinatura do termo, o coordenador de marketing da Akzo Nobel, César Scheiber, disse que há muito tempo a empresa planejava em realizar o projeto em Barbacena, mas só agora com o interesse expresso da Prefeitura de Barbacena foi possível a parceria. “Temos feito parcerias com prefeituras, fundações e “ONGS” no Brasil inteiro e onde o projeto acontece é sempre muito bem recebido!”, disse Schieber durante o encontro com o prefeito Toninho Andrada. Segundo o executivo da Akzo Nobel, o “Projeto tudo de Cor para Barbacena” contempla a realização da pintura das fachadas dos prédios e disponibiliza treinamento de capacitação para todos os pintores e voluntários que participarão da pintura das fachadas.

O prefeito Toninho Andrada, também afirmou sua satisfação em estabelecer a parceria e garantiu os recursos para a contrapartida do município, que é a preparação dos prédios para a pintura. “Já iniciamos a recuperação de reboco, retirada de vazamentos e infiltrações para que as superfícies possam ser preparadas para pintura, que vai ser um grande mutirão com funcionários da Prefeitura e voluntários”, disse o prefeito.

Nesta primeira etapa, os prédios contemplados serão: Casa da Cultura (antiga Cadeia), Prédio da AGIR (antigo Centro de Saúde), Corredor Ponto de Partida (antiga Sericícola), Estação Ferroviária de Barbacena e o Jardim do Globo. Segundo o presidente da AGIR, André Borgo, o prazo de início da pintura depende da recuperação da alvenaria das fachadas de cada prédio, e varia de acordo com o grau de deterioração de cada um. “A Estação e a Casa da Cultura são os mais degradados, pois está há anos sem manutenção e vão necessitar de uma intervenção maior”. Esperamos em três meses realizar esta etapa. Todas as ações do Projeto “Tudo de Cor em Barbacena” terão acompanhamento pelo Conselho do Patrimônio Histórico e Artístico de Barbacena – COMPHA.


Busca de Notícias