Barbacena recebe mais um grupo de profissionais para um intercâmbio ligado à saúde mental
O município faz parte do Percurso Formado da Rede de Atenção Psicossocial


Barbacena nos últimos anos se transformou em todo o Brasil em um modelo de inovação dentro do sistema da reforma psiquiátrica, ou seja, da saúde mental. Por isso a cidade atrai o olhar de todo o país. É por isso que o município faz parte do Percurso Formado da Rede de Atenção Psicossocial - Raps do Ministério da Saúde. Um trabalho que promove um intercâmbio com profissionais que atuam na área de saúde mental em outros municípios do Brasil. Na última segunda-feira, dia 3, Barbacena recebeu mais um grupo de pessoas que permanecerão na cidade durante um mês conhecendo o funcionamento de todo a rede de saúde mental da cidade. Esse é o quarto grupo de profissionais a vir a Barbacena e o intercâmbio faz parte de um projeto do Ministério da Saúde que custeia todos os gastos dos profissionais que vêm de outros municípios.

O intercâmbio teve início este ano e foca na troca de experiência que visa a cada dia uma melhor qualidade de atendimento dentro da rede de saúde mental. O grupo que está na cidade é composto por dez pessoas vindas de Manaus (Amazonas), Paulistana (Piaupi), Cabo de Santo Agostinho (Recife), Andradina (São Paulo) e Prudenópolis (Paraná) e Belém do Pará. O grupo foi recepcionado no Centro de Convivência e Cultura, da Paróquia do Bom Pastor. Todo o cronograma de atividades durante o tempo que estiverem na cidade é elaborado pela Secretaria Municipal de Saúde, através da Coordenação de Saúde Mental.

Antes de iniciarem os trabalhos dentro do que propõe intercâmbio, o grupo participou de uma visita guia por um integrante do Conselho Municipal de Cultura, com a finalidade de conhecer a cidade. Depois passam a acompanha de perto cada ação nos Centros de Atenção Psicossocial - Caps, nas Residências Terapêuticas, Consultório na Rua, e ao Hospital Psiquiátrico da Fhemig. Ao mesmo tempo que os visitantes adquirem conhecimento, também passam suas experiências vividas nos municípios onde residem, já que vivem uma outra realidade. 


Busca de Notícias