Escola de Educação Patrimonial lança curso de agentes culturais
Inscrições estão abertas na AGIR para os cursos gratuitos de agentes cultural, de meio-ambiente e turístico


A Escola de Educação Patrimonial de Barbacena, por meio da Agência de Desenvolvimento Integrado de Barbacena e Região – AGIR, está com inscrições abertas para os cursos de agentes cultural, de meio-ambiente e turístico. Os cursos, que são gratuitos, representam desdobramentos do Projeto “Barbacena: patrimônio e memória”, aprovado pelo Fundo Estadual de Cultura, ligado à Secretaria de Estado da Cultura de Minas Gerais, através da Prefeitura Municipal de Barbacena. As inscrições estão abertas até o dia 09 de dezembro, data de início das aulas, na AGIR (Praça do Globo, s/n – 3332-9900). O curso terá uma carga horária de 51 horas e irá abranger várias disciplinas dos setores de cultura, meio-ambiente e turístico, com aulas teóricas e práticas, preparando estudantes e interessados para atuarem nestas áreas.

Segundo Sérgio Cardoso Ayres, coordenador da Escola de Educação Patrimonial, inicialmente os cursos terão disciplinas em comum para as três turmas e depois cada um seguirá com seu conteúdo particular. “Nosso objetivo é preparar profissionais que possam atuar em nossa região, já que o foco principal, além do conhecimento geral de cada setor, é a realidade da região de Barbacena, com seus problemas e riquezas naturais, patrimônios culturais e potencial turístico”, explica o arquiteto.

Entre as parcerias estabelecidas pela Escola de Educação Patrimonial para o curso estão o Conselho Municipal do Meio Ambiente, o Conselho Municipal do Patrimônio Histórico, a Diretoria de Cultura e Turismo e a Diretoria de Meio Ambiente da AGIR, A Associação dos Amigos dos Museus de Barbacena (AMBAR), a Associação Cultural Sétimo Degrau e o Coletivo 77. “O mesmo projeto ainda possui desdobramentos no setor memorial, com foco na memória oral e em arquivos de imagens e curtas-metragens”, disse Ayres.

Para Edson Brandão, vice-presidente Adjunto e Diretor de Cultura e Turismo da AGIR, os cursos vão gerar agentes com formação nas três áreas e que vão contribuir para que a sociedade possa atuar com mais desenvoltura nos setores cultural, turístico e ambiental. “A Escola de Educação Patrimonial, ligada à Prefeitura Municipal, está dando um passo educacional muito importante na formação intelectual e prática desses agentes e, por outro lado, oferecendo mão de obra especializada para atuar no setor”. Entre os profissionais que vão participar do curso, sejam ministrando aulas ou palestras, estão Sérgio Cardoso Ayres (patrimônio), Edson Brandão (história regional), Fred Furtado (cultura), Romeu Fernandes (meio-ambiente), André Martin (turismo) e Sérgio Grossi (meio-ambiente). Para ocupar uma das 45 vagas gratuitas o interessado deve procurar a AGIR, ter o ensino fundamental, apresentar xerox da identidade e autorização dos pais (se for menor de idade).


Busca de Notícias