Obras de revitalização do Museu da Loucura estão nos últimos detalhes
As melhorais estão sendo realizadas pelo Governo do Estado, através da Fhemig, e tem a Prefeitura Municipal como grande parceira


As obras de revitalização do Museu da Loucura, um dos principais pontos turístico de Barbacena, estão nos últimos detalhes de conclusão. A entrega de finalização dos trabalhos está marcada para a próxima semana, momento que marcará o início da próxima etapa do processo, o que se refere ao projeto da exposição permanente do Museu. As melhorias são realizações do Governo do Estado, através da Fundação Hospitalar de Minas Gerais - Fhemig e conta com a parceria da Prefeitura municipal, por meio da diretoria de Cultura e Turismo da AGIR.

A revitalização envolveu reparos no telhado, recuperação e pintura tanto da parte externa quanto interna. Também foi realizada a remodelação de toda a parte elétrica, o que trouxe mais segurança e iluminação para este importante espaço cultural da cidade. A parte hidráulica foi um outro serviço que fez parte de todo o processo. Ganhou ainda um banheiro adaptado para atender as pessoas com necessidades especiais. A obra, que teve duração de aproximadamente seis meses, foi executada com muito cuidado porque foi mantido cada detalhe do prédio que é considerado um patrimônio histórico de Barbacena.

O Museu vai se transformar ainda mais em uma verdadeira fonte da trajetória da loucura, mostrando as mudanças dos trabalhos relacionados à saúde mental não só de Barbacena, mas do país. Passará a integrar os trabalhos expostos informações relacionados à Luta Antimanicomial e do Festival da Loucura. Com esta mudança, o espaço ganhará ainda uma parte mais interativa com a criação da sala multimídia.

Para acompanhar todo o trabalho não só de revitalização da obras, mas principalmente do projeto da exposição vem sendo acompanhado por uma comissão que foi criada e composta por representantes do Governo Municipal, da sociedade e da Fhemig. O grupo é composto por Lucimar Pereira, Roseli Cordeiro Pereira, Helder Rodrigues Pereira, Edson Brandão, Sérgio Ayres, Maria Helena Boratto e Lucas Thadeu Cordeiro.

Segundo Edson Brandão, diretor de Cultura e Turismo da AGIR, a previsão é de que o Museu da Loucura volte a abrir suas portas para visitação no primeiro semestre do ano de 2015. “A revitalização do Museu é uma feliz coincidência da atual administração, pois foi criado em 1996, o prefeito em Barbacena era o Toninho Andrada, que na época deu total apoio. Agora, quis o destino, que o segundo grande momento do Museu da Loucura acontecesse justamente com o Toninho Andrada na prefeitura”, destacou.

O Museu da Loucura, que foi criado em 1996, já recebeu mais de 130 mil visitantes. Por mês, chega a passar por este tão importante patrimônio histórico mais de mil pessoas. Está localizado à rua 14 de Agosto, no bairro Floresta.


Busca de Notícias