Oito projetos de Barbacena aprovados na Lei de Incentivo de MG
Valores aprovados chegam a R$2.524,406,00 em isenção fiscal para empresas que apoiarem os empreendedores


A Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais - SEC - publicou esta semana, no último dia 30, a lista dos projetos aprovados no Edital 2014 da Lei Estadual de Incentivo à Cultura - LEIC. As propostas selecionadas ficam aptas à captação de recursos no ano de 2015. Entre os aprovados estão oito projetos de Barbacena. Todos os 2.426 projetos inscritos foram analisados pela Comissão Técnica de Análise de Projetos - CTAP, composta, paritariamente, por técnicos da SEC e de suas instituições vinculadas e por representantes do setor cultural de Minas Gerais. Ao final desta análise, o resultado da LEIC de 2014 contemplou 1.447 projetos, abrangendo todas as 10 macrorregiões do estado. Deste volume de projetos aprovados, 45,66% do montante de recursos correspondem a empreendedores domiciliados no interior do Estado, conforme previsto na legislação vigente.

Como vem acontecendo nas últimas edições do LEIC, Barbacena continua se destacando em número de projetos aprovados. Este ano foram oito projetos, totalizando R$ 2.524.406,00 em incentivos fiscais. Ou seja, as empresas que investirem nos projetos poderão descontar o valor gasto no ICMS que pagam para o Governo do Estado de Minas Gerais. Em outras palavras, este imposto, ao invés de ir diretamente para os cofres do Estado vão financiar atividades culturais. Entre as entidades que aprovaram projetos estão a Associação Cultural Ponto de Partida, a Associação Cultural Sétimo Degrau, a Associação Cultural Bituca - Universidade de Música Popular e a Associação Cultural Elas por Elas. Segundo Sérgio Cardoso Ayres, empreendedor cultural, o grande desafio é sensibilizar o empresariado para investirnos projetos. “É preciso que os empresários barbacenenses entendam que estes projetos geram trabalho e renda para os barbacenenses e que a prestação de contas ao Governo do Estado é um processo sério. Nossos agentes culturais são profissionais da melhor qualidade. Barbacena precisa acreditar neles”, afirma. Só para se ter uma ideia, o ano passado foram mais de doze projetos aprovados e nem um terço conseguiu captar os recursos necessários.

Além dos oito projetos aprovados, dois outros beneficiam a cidade, mas com empreendedores das cidades de Mariana e Belmiro Braga. Veja a relação dos projetos aprovados por empreendedores de Barbacena e das outras duas cidades, sendo um deles a recuperação do órgão da Matriz da Piedade.

Projetos aprovados

Rock Da Esquina - Ano IV ( Marcelo Coelho Dos Santos) - R$75.000,00 / Visita Guiada ao Patrimônio Cultural de Barbacena (Sérgio Luiz Barreto Campello Cardoso Ayres) - R$28.300,00 / Memória do Município de Bias Fortes: Restauração do Grupo Escolar Cardeal Dom Carlos Mota (Associação Cultural Sétimo Degrau Produções Artísticas) - R$170.000,00 / Bituca: Universidade de Musica Popular - 2015 (Associação Cultural Bituca: Universidade de Música Popular Valor) - R$700.000,00 / Ponto de Partida 35 Anos - Manutenção 2015 (Associação Cultural Ponto de Partida) - R$705.000,00 / Cena Jazz- Música & Gastronomia em Barbacena (Instituto Coletivo77) - R$400.000,00 - R$ 60.000,00 / Rotunda - Espaço Cultural Elas Por Elas (Associação Cultural Elas Por Elas) - R$386.106,02 / empreendedores de Mariana - Restauro Do Órgão De Tubos Da Matriz Da Piedade De Barbacena (Fundação Cultural E Educacional Da Arquidiocese De Mariana) - R$350.000,00 / empreendeor de Belmiro Braga - Barbacena Jazz E Blues (Uirá João Alves Fortuna) - R$ 300.000,00


Busca de Notícias