Seminário Final do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa
Professores apresentaram relatos de experiências pedagógicas


A formação continuada dos professores alfabetizadores da rede municipal de ensino de Barbacena encerrou a segunda etapa, no último sábado, dia 7, no Instituto Federal Sudeste MG – Campus Barbacena. Os 109 professores que fizeram o curso participaram do Seminário Final do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), apresentando os relatos de experiências selecionados entre as práticas pedagógicas que tiveram maior destaque na sala de aula.

A apresentação ocorreu individualmente, tendo como espectadores os colegas do curso, e foi avaliada por técnicos da Secretaria Municipal de Educação e Desporto (Seduc). Esse momento foi considerado palco de troca de experiências pedagógicas que contribuíram para enriquecer a didática dos professores, culminando em modos diferentes de fazer o ensino na escola.

Na abertura do evento, a bailarina clássica Elisa de Paula Reis, graduada pela Royal Academy of Dance de Londres, apresentou a coreografia do Ballet “A Thousand Years”, de Cristina Perri. Em seguida as quatro professoras do curso, Sandra Valéria, Agda de Fátima Alves, Luana Soares e Aparecida Brigido, deram seus depoimentos sobre o processo de formação continuada. Na sequência, a professora da rede municipal Luciana Aparecida Borges Losano, mestre profissional em Educação Matemática e especialista em Educação Geométrica, proferiu palestra, com o tema “Educação Matemática”.

O Seminário teve sequência com as professoras se dirigindo às salas de aula para fazerem a apresentação dos relatos de experiências, assistidos pelas supervisoras pedagógicas das escolas, que também fizeram o curso de formação continuada do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC). A subsecretária da Seduc, Noely Nunes, acompanhou algumas turmas no momento da apresentação.

O secretário municipal de Educação, Fernando Mont’Alvão do Prado, apóia a iniciativa do Pacto em todas as suas ações, através da parceria firmada entre a Prefeitura, MEC e Universidade Federal de Juiz de Fora.

A Coordenadora local do PNAIC, Ana Lúcia Dias, ressaltou que “o pacto não veio para sobrepor nenhuma Prática Pedagógica e sim apoiar e fortalecer as práticas para que os alunos tenham garantido suas habilidades e competência para ler e escrever até os 8 anos de idade”.

Segundo a professora da Escola Municipal Sebastião Francisco do Vale, Agda de Fátima Alves, “as formações continuadas são suportes imprescindíveis para a atuação do professor na sala de aula. A tecnologia se atualiza o tempo todo. Temos que estar preparados para atender essa clientela. A formação do Pacto nos proporciona embasamento teórico e nos dá condições de colocar em prática todo o conteúdo oferecido. Trocamos experiências enriquecedoras com os colegas de curso, obtemos suporte para lidar com os desafios na sala de aula, adquirimos mais segurança para inovar, voltando o nosso olhar para o lúdico e ampliando nossa visão sobre nossa prática pedagógica. O material é de excelente qualidade e uma fonte constante de consulta”.


Busca de Notícias