“Tirando a Máscara” anima sexta de Carnaval
Juntamente com o Bloco da Fhemig, a equipe da Vigilância Epidemiológica fez a população pensar sobre a dengue


Vários reis, rainhas, Carmens Miranda e até bruxas foram destaques do tradicional bloco do Carnaval de Barbacena, “Tirando a Máscara”. A rua XV de Novembro, no centro da cidade, ficou encantada com o tom de magia e ao mesmo tempo de superação. Conhecido popularmente como Bloco da Fhemig levou pacientes, famílias, jovens e idosos para festejar e cantar até a Praça dos Andradas.

Para muitos internos, é um momento único, pois saem para finalmente “pular o carnaval” e quebrar a rotina de remédios, exames e seções de psiquiatria.

Segundo a organizadora do bloco, Maria Aparecida Umbelino, mais conhecida como Cidinha Umbelino, levar os pacientes para o bloco é ver o brilho nos olhos e sentir a alegria estampada em cada rosto. “Nosso tema desse ano é 'Não deixe a chama se apagar' e este ano estamos fazendo a população refletir. Nós nunca podemos deixar esta festa e alegria do carnaval acabar e nosso bloco é tão alegre que isso nunca pode ter fim”, disse ela.

O “Tirando a Máscara” foi acompanhado pela bateria do Bloco “Cenário da Alegria” e de acordo com o percursionista Carlos Moreira, o Fiúca, o carnaval fica muito mais animado quando os pacientes da Fhemig saem. “É um exemplo de vida. Muitos deles passam por cima de medos para saírem e desfilarem. É gratificante fazer parte dessa alegria”, afirmou o percursionista.

Ainda em destaque na rua XV de novembro, o Bloco “Não deixe a dengue invadir seu Carnaval”, organizado pela equipe de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde Pública (Sesap), revelou que o motivo especial de desfilar é a consicentização sobre a dengue. “Vamos mostrar a população que o Aedys não pode vencer a batalha”, explicou o organizador Ademir Souza.


Busca de Notícias