Samba e chorinho na Praça da Estação
Projeto do Sesc, em parceria com a Prefeitura de Barbacena traz o melhor da música brasileira em show gratuito no próximo dia 9 de maio


O samba e o choro são dois gêneros musicais genuinamente brasileiros, mas que ganham cores universais quando interpretados por artistas dispostos a reinventá-los à sua maneira. Essa mistura criativa poderá ser vista pelo público barbacenense de graça, na Praça da Estação, no próximo sábado, dia 9 de maio, no projeto Sesc Chorinho e Samba. O evento, patrocinado pelo Sesc-MG é promovido em parceria com a Agir, Prefeitura de Barbacena e o Sindicomércio local. Segundo Edson Brandão, diretor de Cultura e Turismo da Agir, esta é a primeira vez que o projeto passa por Barbacena e promete agradar o público pela diversidade das atrações. “Vamos ter dois shows com artistas do elenco do projeto, que circula por toda Minas Gerais e um artista local convidado, que abre a noite.” Em Barbacena, foram escalados a dupla francesa Aurélie e Verioca, o grupo Let´s Samba, de Belo Horizonte e como convidada especial, a cantora barbacenense Fernanda Sant´Anna, com seu projeto Brasilidade. Além do Chorinho e Samba na Praça, o Sesc-MG mantém outros eventos itinerantes da área de cultura nas estradas mineiras. Entre eles, o Causos e Violas das Gerais e o Minas ao Luar. Todas as apresentações são gratuitas e com excelente estrutura de palco, luz e som.

Tem francesa no samba

Depois do sucesso de outras turnês pelo Brasil, as francesas Aurélie e Verioca, declaradamente apaixonadas pela da música brasileira, regressam ao país, mostrando que francês também sabe fazer samba. Aurélie (voz e pandeiro) escreve as letras, Verioca (violão, voz e cavaquinho) compõe as músicas, cantando e tocando num ambiente de cumplicidade e admiração mútuas. Complementares em cena e unidas pelo mesmo entusiasmo, elas nos transportam para o mundo lúdico e repleto de emoção de suas canções. Em português, em francês ou mesmo em onomatopéias, elas mostram com humor e virtuosidade a vitalidade de uma música que ultrapassa fronteiras. Elas já tem dois discos lançados e surpreendem com suas próprias composições ou interpretando versões em francês para músicas brasileiras como “Lôro” (Egberto Gismonti) e “Canto de Ossanha” (Baden Powell e Vinícius de Moraes).

Samba pop

Outra atração da noite, muito dançante e criativa é o Let’s Samba, grupo que surgiu em 2012, em Belo Horizonte, fruto da união de vários músicosenvolvidos em diferentes estilos musicais mas que têm como prioridade a boa música, livre de preconceitos ou rótulos. Com influências que vão de João Nogueira e Cartola, passando por Sambô, a grandes clássicos do rock, como Beatles, o Let’Samba se propõe a misturar e divertir a fazer dançar, com seu som envolvente. No repertório, clássicos da MPB com misturas inesperadas com Maroon 5, Adele e Amy Winehouse.

Participação especial

Talentosa por natureza e cria da Bituca - Universidade de Música Popular- do Ponto de Partida, a cantora e compositora barbacenense Fernanda Sant’Anna iniciou-se na carreira artística aos 18 anos de idade. Desde então começou a se destacar no cenário musical dos Campos das Vertentes pela qualidade de seu trabalho e pesquisa de repertório, sempre voltado para as raízes e riquezas da Música Brasileira. “Brasilidade” é um projeto idealizado pelo trio Fernanda, William de Magalhães e Licinho e vem construindo uma carreira sólida e verdadeira. Radicada atualmente no Rio de Janeiro, Fernanda tem encantado as plateias de espaços respeitados da noite carioca, como o Bar Musical Godofrêdo Rio.


Busca de Notícias