Mais de 8 mil pessoas no 32º Congresso Mineiro de Municípios
Toninho Andrada abriu o evento que contou a presença de diversas autoridades, entre elas o governador Fernando Pimentel

Antônio Júlio, Fernando Pimentel e Toninho Andrada

Mais de 8 mil pessoas participaram do 32º Congresso Mineiro de Municípios, realizado pela Associação Mineira de Municípios (AMM), no Expominas, que teve início na quarta-feira, 06, e termina nesta sexta-feira, 08. Durante a solenidade de abertura, o presidente da AMM e prefeito de Barbacena, Antônio Carlos Andrada, defendeu a descentralização das políticas públicas e maior autonomia às prefeituras. “O município fica refém das exigências e ações concebidas pela Federação. Isso causa morosidade e gestão ineficiente. As prefeituras possuem as melhores condições para gerir os programas que hoje estão nas mãos dos tecnocratas de Brasília”.

A abertura do evento contou a presença do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel; do vice, Antônio Andrade; do presidente do Tribunal de Contas (TCE-MG), Sebastião Helvécio; do presidente do Tribunal de Justiça (TJMG), desembargador Pedro Bitencourt Marcondes; do Procurador Geral do Ministério Público de MG, Carlos André Mariani Bittencourt; do presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), prefeito de Belo Horizonte, Mário Lacerda; do presidente eleito da AMM, prefeito de Pará de Minas, Antônio Júlio, diversas outras autoridades federais, estaduais e municipais, além de representantes de toda imprensa mineira.

De forma inédita, este ano o encontro foi organizado em parceria com o Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG), juntamente à Conferência de Controle Externo do órgão. A junção dos dois eventos em um mesmo espaço objetiva a troca de conhecimento entre aqueles que têm a tarefa de gerir e administrar a coisa pública, com os fiscalizadores para que as práticas públicas sejam feitas de maneira ordenada e correta. Além da aprendizagem, existe também uma preocupação em diminuir os custos com o deslocamento dos servidores do interior do Estado.

 

Posse – Na quinta-feira, 7, às 18h, aconteceu a transição de cargo entre o então presidente da AMM, Toninho Andrada, e o seu sucessor, Antônio Júlio. A nova diretoria foi eleita com o apoio de Toninho, numa eleição história para a entidade, já quem em 60 anos de existência da AMM, foi a primeira vez que a chapa governista perde uma eleição para a direção da entidade. Outro fato que ganhou destaque nesta eleição foi o comparecimento de 400 Prefeitos na sede da entidade para a votação; um número record em todas as eleições da entidade. Demonstração de que a gestão do Prefeito Andrada foi bem avaliada, e que a AMM está em alta junto aos gestores mineiros. Toninho também foi empossado com a nova diretoria na vice-presidência.

 

Conselhos Representativos de Prefeitos – Em uma iniciativa pioneira da AMM, durante o Congresso foram lançados os Conselhos Representativos de Prefeitos, que têm por objetivo debater os pontos de maior dificuldade na gestão municipal, propiciar a integração e articulação política e buscar possíveis soluções para as cidades. Os comitês, formados por dez prefeitos e parlamentares, são divididos em seis temas centrais: Desenvolvimento Econômico, Educação, Saúde, Meio Ambiente, Segurança e Governança.


Busca de Notícias