Barbacena celebra Dia Nacional da Luta Antimanicomial
A cidade é hoje um exemplo para todo o país no que se refere à reforma psiquiátrica


O Dia Nacional da Luta Antimanicomial em Barbacena será celebrado com uma caminhada na área central da cidade, na próxima segunda-feira, 18. A concentração será na praça do Rosário, e às 14h, sairá o cortejo, quando será promovida uma grande conscientização de toda a população de que a reforma psiquiatra acontece no município e é uma maneira também de trabalhar a inclusão. Ao chegar na praça dos Andradas, ponto final da caminhada, haverá diversas oficinas e apresentações artísticas e culturais. O evento é realizado pela Prefeitura Municipal, através da Coordenação de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde.

No final dos anos 70, no bojo da luta contra a ditadura, nasceram muitos movimentos sociais que contribuíram para a construção do projeto democrático brasileiro. Um deles foi o Movimento dos Trabalhadores em Saúde Mental, que denunciou a violência existente nos hospitais psiquiátricos.

No final dos anos de 1980, o movimento se consolidou como um dos mais importantes e amplos movimentos sociais do país, disseminando-se por todos os estados e assumindo, mais efetivamente, sua luta pela superação dos manicômios. Foi quando surgiu o lema ‘Por uma sociedade sem manicômios’, significando o repúdio a qualquer forma de exclusão social e de violência contra as pessoas em sofrimento mental.

Mas nada disso teria sentido se não fosse feito junto a essas pessoas e partilhado com a sociedade. Assim surgiram as associações de usuários e de familiares do movimento antimanicomial, intervindo nos serviços e nas políticas de Saúde Mental. Ao longo desse processo, ocorreram alegres surpresas e duras dificuldades. A comemoração no dia 18 de maio ficou conhecida como Dia Nacional da Luta Antimanicomial. Luta-se fundamentalmente, pela construção de uma sociedade solidária e inclusiva.


Busca de Notícias