Cidade recebe tubos para obra de abastecimento de água
Ao todo, serão 98 carretas com tubulação para obra de duplicação da Adutora do Rio das Mortes

Prefeito Toninho Andrada cumprimenta os funcionários do SAS

Na manhã desta segunda-feira (27), a Prefeitura de Barbacena, através do Serviço de Água e Saneamento (SAS), recepcionou seis caminhões, de um total de 98 que deverão chegar na cidade nas próximas semanas, com a tubulação que será utilizada na obra de duplicação da Adutora do Rio das Mortes, com investimento de R$ 5 milhões, com recursos próprios da Autarquia. Neste primeiro momento, está sendo investido R$ 3,5 milhões na aquisição de 909 unidades de tubos. Eles se dividem em modelos K7 e K9, que chegarão à cidade nos próximos dias, em caminhões truck. Com a duplicação da adutora, a capacidade de captação de água do Rio das Mortes, que hoje é de 160 litros por segundo, passará a ser de 450 litros por segundo.

Segundo informou o prefeito Toninho Andrada, que esteve no centro da cidade na recepção dos tubos pelo SAS, "a obra terá início oficialmente na primeira semana de agosto. Serão aproximadamente seis quilômetros de canalização, que se estenderá da central de captação localizada no Galego até a Estação de Tratamento de Água - ETA, na Tijuca (Bairro São José)". Ele disse ainda que se trata da maior obra de abastecimento de água do município nos últimos 20 anos. "Com essa obra estaremos dando uma solução definitiva ao abastecimento de água potável para os próximos cinquenta anos", destacou.

Já o diretos do SAS, Luís Alvaro Abrantes, destacou que a obra terá quatro etapas com duração de vinte e quatro meses. "Nos próximos dois anos estaremos envolvidos neste grande projeto que vai beneficiar toda a cidade, não apenas a região atendida pelo SAS, mas, se for preciso, também a área de responsabilidade da Copasa. Sabemos bem que o abastecimento de água é um dos grandes problemas do país, haja visto que nos últimos meses alguns municípios até vizinhos nosso, como Juiz de Fora, tiveram que enfrentar o racionamento de água. Graças ao trabalho sério e comprometido que estamos realizando aqui, Barbacena não teve que passar por esta situação e, agora, estamos ainda planejando e preparando as próximas décadas", enfatizou.  


Busca de Notícias