AMM apoia paralisação das prefeituras mineiras
Mobilização no Estado será definida amanhã, 30 de julho, em reunião promovida pela Associação em Belo Horizonte


Em função da paralisação prevista de 17 a 21 de agosto por algumas prefeituras do Estado, a Associação Mineira de Municípios (AMM) promoverá amanhã, 30 de julho, às 9 horas, uma reunião no Auditório das Comissões, da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (rua Rodrigues Caldas, 30, Santo Agostinho), em Belo Horizonte, para mobilizar as demais administrações municipais e associações microrregionais.

Na ocasião, serão debatidas as principais demandas do Executivo municipal, dentre elas o descumprimento do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) por parte do governo federal, o Fundo de Erradicação da Pobreza, Transporte Escolar e a Lei Robin Hood.

A paralisação visa pressionar os governos federal e estadual no atendimento aos pleitos municipalistas para que os gestores públicos consigam enfrentar a crise financeira que tem impactado diretamente as administrações municipais.

Para conter os gastos, a prefeitura de Estrela do Indaiá, no Centro-Oeste, foi a primeira a decretar recesso administrativo, em vigência até 31 de julho. Até o momento, outras 97 prefeituras mineiras já anunciaram que vão suspender os serviços municipais no próximo mês.


Busca de Notícias