Novos acordes para o Conservatório Municipal
A mais antiga escola de música da cidade em atividade passa por reformulação e deve voltar às aulas em setembro

Uma reforma física e administrativa deverá ampliar as atividades e cursos oferecidos pelo Conservatório Municipal

O Conservatório Municipal Heitor Villa-Lobos chega à maioridade passando por uma grande reestruturação, tanto física quanto institucional. Criado em 1994, no primeiro mandato do prefeito Toninho Andrada, a mais antiga escola de música da cidade em atividade já preparou centenas de talentos e toda uma geração teve sua iniciação musical frequentando suas classes. Há um mês, devido à reforma que redistribuiu alguns setores da administração municipal, o Conservatório e o setor de cultura passaram a integrar a estrutura da Secretaria Municipal de Educação, Desporto e Cultura (Sedec), que agora abriga a Subsecretaria de Cultura. Assim, suas atividades foram suspensas por decreto e retomam agora com muitas novidades. A primeira delas é física, pois desde meados de julho toda a estrutura da escola foi transferida para parte do segundo andar do antigo Centro de Saúde, da Praça Conde de Prados. Agora, com mais salas e mais acessível por estar na região central da cidade. O Conservatório contará ainda com um auditório de 100 lugares, que também está passando por reformas.

Segundo Edson Brandão, atual Subsecretário de Cultura, o Conservatório, ao ser criado, funcionou inicialmente em salas da Casa da Cultura. De lá para cá, ele já mudou diversas vezes de local, sendo que sua última sede era na Estação Ferroviária, local que dificultava as atividades musicais pelo ruído constante dos trens e a divisão precária das salas. “Aproveitando a reforma administrativa, pudemos instalar o Conservatório onde ele merece estar e o Prefeito determinou que toda a estrutura da escola fosse revista e melhorada”, diz Brandão.

Assim, além da mudança de endereço, o Conservatório terá a orientação pedagógica e técnica da Sedec, que passa a manter a estrutura administrativa e o corpo docente da escola, que atualmente tem cerca de 450 alunos frequentes, com idades entre 6 e 60 anos, em cursos de instrumentos de cordas, sopro, teclado e teoria musical. “Estamos apresentando à Câmara Municipal uma lei que aperfeiçoa alguns mecanismos administrativos do Conservatório e permite que possamos ampliar o leque de cursos, com artes cênicas, plásticas, dança e outros”, relata a secretária municipal de Educação Rita Candian. A secretária acrescenta, porém, que o ponto principal da lei é possibilitar que o Conservatório possa receber reconhecimento estadual e federal para validar seus certificados.

Dentro das normas da Secretaria Municipal de Educação, um edital foi lançado no início do mês para a contratação de professores que seguirão o ano letivo de 2015. Cumpridas as regras do edital, as aulas devem ser retomadas em setembro, com um calendário de reposição a ser formulado. Para maiores informações, o Conservatório disponibilizou o telefone 3339-2187.


Busca de Notícias