Aberta a Conferência de Assistência Social
O evento foi aberto na manhã desta quinta-feira, dia 6, pelo secretário-chefe da Casa Civil, professor José Augusto Penna Naves, que fez o pronunciamento em nome do prefeito Toninho Andrada

O secretário-chefe da Casa Civil, professor José Augusto Penna Naves em seu pronunciamento

A 10ª Conferencia Municipal de Assistência Social, que este ano tem como tema central “Consolidar o SUAS de vez, rumo a 2026”, está acontecendo no salão paroquial de Santo Antônio. O evento foi aberto na manhã de hoje, dia 6, pelo secretário-chefe da Casa Civil, professor José Augusto Penna Naves, que fez o pronunciamento em nome do prefeito Toninho Andrada. O Secretário presidiu a mesa dos trabalhos que foi composta pelo padre José Eudes de Carvalho, pela presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Sonia Maria Oliveira; pela sub-secretária Queila Cristina Souza, representante do Secretário de Saúde e Programas Sociais, José Orleans da Costa; pelo vereador Carlos Roberto Batista, representante da Câmara Municipal; pelo gerente da Sedes, Eric Assis, representante da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, e pelo conferencista Vitor Martins, da UEMG/Carangola.

Em suas palavras, após a execução do hino nacional, o secretário José Augusto afirmou que “a Conferência reverte-se de alta significância, pois dos municípios, por meio de seus gestores e da sociedade civil organizada saem os debates e as propostas que devem ressoar pelo Estado e no Governo Federal, transformando pensamentos em políticas públicas que repercutam de forma positiva na vida dos cidadãos, contribuindo para a formatação das diretrizes para gestão e financiamento do Sistema Único da área, o SUAS, reconhecendo a co-responsabilidade do Município, do Estado e da União como executores de ações que buscam reduzir as desigualdades sociais ainda tão presentes no nosso cenário social”.

O secretário pontuou ainda que a Conferencia “é um espaço deliberativo em que são debatidas e avaliadas as Políticas Públicas e os eixos temáticos acentuam a importância da participação dos cidadãos no direcionamento das melhores formas de se fazer valer muitas demandas da sociedade, com temas como a Supremacia do atendimento às necessidades sociais; a universalização dos direitos sociais; a igualdade de direitos; respeito à dignidade do cidadão e a divulgação ampla dos benefícios, serviços, programas e projetos assistenciais, bem como dos recursos oferecidos pelo poder público merecem a atenção de todos. A cidadania só pode se impor e ser plena, quando direitos e oportunidades básicas são asseguradas a todos e cabendo ao setor público garantir o acesso de todos a seus serviços e oportunidades. Décadas e décadas de exclusão e incapacidade do Estado em atuar no atendimento à demandas da população geraram um passivo social de grande monta que precisa ser resgatado”.

Por fim afirmou o secretário: “Sem dúvida que avanços foram feitos, mas ainda há muito por fazer, rotas e desvios precisam ser corrigidos e a própria comunidade deve ser guardiã das conquistas obtidas. A Conferencia, por si só é um ato de cidadania meritório e assim, parabenizamos de antemão todos os envolvidos nesta tarefa de construir com eficácia a grande rede protetiva daqueles que esperam nas políticas sociais ativas a oportunidade de desenvolvimento. Há muito que percebemos que a caridade e a benemerência são apenas gestos paliativos, ainda que importantes, mas incapazes de fato, de gerar progresso, evolução e a autosuficiência da população. Juntamente com a saúde e a educação, a assistência social é um dos pilares que pode sustentar a condição do Brasil de país encaminhado no rumo certo do crescimento econômico e social. Que as Conferências possam ser reflexo da participação popular e do compromisso do poder público com o crescimento sócio-econômico do povo brasileiro”, concluiu José Augusto, desejando um bom dia de atividades aos presentes.

No período da tarde, está acontecendo os debates em torno dos vários temas relacionados a Assistência Social, para apresentação de propostas finais, sendo que a previsão é que a Conferencia termine ao final da tarde, por volta das 18 horas, com eleição dos delegados que representarão o município na Conferencia Estadual e Regional, segundo Elizabeth Aparecida Mateus, gestora do Fundo Municipal de Assistência Social e presidente da Comissão Organizadora da Conferência.    


Busca de Notícias