Prefeitura entrega uniformes escolares produzidos no Presídio de Barbacena
Cada aluno da Escola Municipal Coronel Camigo Gomes de Araújo recebeu duas camisetas

Todos os envolvidos do projeto compareceram a entrega dos uniformes

A Prefeitura entregou nesta quarta-feira (12) cerca de 650 uniformes produzidos no Presídio Regional de Barbacena para a Escola Municipal Coronel Camilo Gomes de Araújo, do distrito de Pinheiro Grosso. Os uniformes (dois para cada aluno) foram confeccionados por detentos que fazem parte do Projeto de Corte e Costura, em um processo de ressocialização e profissionalização. O material para confecção foi doado por empresas da cidade. A parceria entre o presídio e a atual gestão municipal foi firmada em janeiro, em solenidade no gabinete com a presença do prefeito Toninho Andrada.

O vice-prefeito de Barbacena, Mário Raimundo de Melo, representando o prefeito, destacou a iniciativa, que teve custo zero para o município: 'Mais um trabalho conjunto que se concretiza. Esse é um momento importante, que beneficia muitos alunos da cidade. Nós agradecemos a participação de todos, em especial o doutor Júlio, que, junto com a administração municipal, tornou possível a entrega dos uniformes.'

A secretária municipal de Educação, Desporto e Cultura, Rita Candian, também enalteceu o trabalho: 'Isso só traz ganhos, dentro da proposta de do prefeito Toninho Andrada, de fazer importantes parcerias. É um gesto significativo para o funcionamento da escola, para a vida dos alunos e para a nossa secretaria.'

Os alunos da escola, que vai do 1º ao 9º ano, ficaram entusiasmados, destaca a vice-diretora Cláudia Vasques. Essa foi a primeira vez que a instituição recebeu uniformes: 'Nós ficamos lisonjeados. As crianças ficaram muito felizes, porque o uniforme valoriza o aluno. Foi um verdadeiro presente a todos e um marco na nossa escola'.

O Projeto de Corte e Costura, além do significado para os estudantes, também tem rendido bons frutos à unidade de Barbacena, conforme destaca o Diretor Geral do Presídio Regional de Barbacena e Diretor Referência da 13ª RISP, Júlio César Martins. 'É uma oportunidade para o preso sair da cela, aprender uma nova profissão, com a remissão de pena de um dia a cada três trabalhados. Desde dezembro que estamos engajados nesse projeto e nenhum detento que está na atividade se envolveu em ato indisciplinar, tornando o convívio entre todos muito melhor'.


Busca de Notícias