Barbacena escolherá no próximo dia 4 os novos conselheiros tutelares
Os trabalhos para a escolha dos novos conselheiros estão sendo desenvolvidos pela Prefeitura, através do setor de Conselho da Secretaria de Saúde Pública e Programas Sociais, e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente


No domingo, dia 4 de outubro, Barbacena vai eleger os novos cinco conselheiros tutelares da cidade, que estará na luta e defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes. Poderão participar do pleito todos os barbacenenses que votam na cidade. A eleição acontecerá das 8h às 17h, somente na Escola Municipal Padre Sinfrônio de Castro, localizada na praça Dr. Jardim, no bairro São José. Para votar é preciso que a pessoa tenha em mãos o título de eleitor e um documento com foto.

O sistema de votação será em cédula e cada pessoa poderá votar em até cinco candidatos (pelo número do candidato, pelo nome o apelido - que tenha sido registrado no período de inscrição). Somente quinze pessoas (8 homens e 7 mulheres) estarão na disputa das cinco vagas. Os eleitos ficarão à frente dos trabalhos do Conselho Tutelar no quadriênio 2016/2020. A posse está marcada para o dia 10 de janeiro. Os conselheiros tutelares cumprirão uma jornada de trabalho de 30 horas semanais, além dos plantões diurnos e noturnos. A função de conselheiro tutelar não implica vínculo empregatício com o Município e a remuneração será fixada na forma da Lei Municipal nº 3.740/2003. A novidade este ano que a eleição para Conselho Tutelar acontecerá unificada, ou seja, no mesmo dia em todo o Brasil.

Estão na disputa as seguintes pessoas Ayslan Renan Ferreira, Carlos Eduardo de F. Nascimento, Dolores Moreira Lopes, Fabiola da Silva Rodrigues, Flávia Roberta Rodrigues, Graziela Gonçalves Nascimento, Ivana de Souza Assis, Luciano Avlis Marioley, Michael Lemos de Castro Militão, Raiza Gurgel de Oliveira, Renata Chaves Batista, Rodrigo Augusto de Paula, Thiago Augusto Dias Knofel, Warlei Clezio Pereira Ramos e Wesley Rafael Andrade da Silva.

Processo da Eleição: Todo processo é organizado pelo governo municipal, através da Secretaria Municipal de Saúde e Programas Sociais (SESAPS), juntamente com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). Foram mais de 50 pessoas que se inscreveram na busca das cinco vagas. Mas foram várias etapas a serem cumpridas para que pudessem estar definitivamente participando do pleito eleitoral. Primeiro foi a aprovação da inscrição, depois veio o curso de capacitação e a prova e para continuar as pessoas precisavam atingir uma média de 70% de acerto na prova. Aqueles que conseguiram foram submetidos a uma avaliação psicológica e somente 15 pessoas ficaram aptas a serem candidatas. É importante ressaltar que a prova foi aplicada por uma empresa contratada pela Associação dos Municípios da Microrregião da Mantiqueira (AMMA), entidades parceria no processo eleitoral.


Busca de Notícias