Secretaria de Educação desenvolvendo os projetos Progea e "A Hora do Conto"
Trabalhos que visam levar aos alunos experiências além das salas de aula

O desenvolvimento do Progea foi apresentado aos professores e a secretária muncipal de Educação, Rita Candian

Trabalhar projetos que vão além das práticas de salas de aula tem sido uma constante preocupação da Prefeitura de Barbacena, através da Secretaria Municipal de Educação Desporto de Cultura (Sedec). Atualmente, dois trabalhos estão ganhando destaque na rede municipal de ensino: o Programa de Educação Ambiental (Progea) e o projeto "A Hora do Conto".

Com relação ao Progea, na última semana, os mediadores do programa Cabo Flisch e Cabo Flausino se reuniram com a secretária municipal de Educação, Rita Candian, no Núcleo Tecnológico de Informação, com o objetivo de apresentar o desenvolvimento do Progea nas escolas municipais Oswaldo Fortini, Tony Marcos de Andrade, Inês Piacesi, Sebastião Francisco do Vale e Coronel José Máximo.

O Progea é um programa cooperativo, desenvolvido pela Polícia Militar do Estado de Minas Gerais, em parceria com as escolas, com o ojetivo de tornar o aluno mais reflexivo para as questões ambientais e estimular as crianças a serem competentes e hábeis para a adoção de comportamentos socioambientais que visem a contribuir para a preservação ambiental, a sustentabilidade e a melhoria da qualidade de vida.

"O Progea é um programa de grande relevância. Estou as diretoras das escolas da rede municipal que participem, apoiem e deem condições para que o Programa possa alcançar o sucesso desejado", destacou a secretária Rita Candian.

Com relação ao projeto "A Hora do Conto", o objetivo é trabalhar as relações interpessoais do grupo de alunos e contribuir para melhorar a aprendizagem. O projeto foi colocado em prática, na última semana, com estudantes do 3º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal José Felipe Sad.

O projeto "A Hora do Conto" foi idealizado pela psicóloga da rede ensino, Andreia Patricia de Sousa, e vem sendo desenvolvido em parceria com a escola José Felipe Sad. Os trabalhos são realizados semanalmente, através de oficinas norteadas por contos previamente selecionados com objetivos definidos. Além dos contos, são realizadas dinâmicas e trabalhos manuais.Tais atividades favorecem a elaboração de conflitos e vivências do grupo.

Segundo a psicóloga Andreia Patricia de Sousa, "Espera-se que ao final das oficinas, todos os alunos percebam-se como pertencentes ao grupo e capazes de estabelecer relações mútuas de colaboração para com o objetivo do grupo, que é a aprendizagem de todos".

Para a diretora da escola José Felipe Sad, Flávia Miranda, "O projeto é de extrema importância, pois visa a melhoria da autoestima dos alunos, o que reflete positivamente na aprendizagem dos mesmos".


Busca de Notícias