Eleitos os cinco novos conselheiros tutelares para o quadriênio 2016/2020
Mais de 2.229 barbacenenses compareceram às urnas


Como aconteceu em todo o Brasil, no último domingo, 4, Barbacena elegeu os cinco novos conselheiros que ficarão à frente dos trabalhos do Conselho Tutelar no próximo quadriênio 2016/2020. Os cinco mais votados foram: 1º lugar, Wesley Rafael Andrade da Silva, com 573 votos; em 2º, Raiza Gurgel de Oliveira com 525; em 3º, Dolores Moreira Lopes (Dorinha), com 465 votos; em 4º lugar, Rodrigo Augusto de Paula, com 450 votos; em 5º, Flávia Roberta Rodrigues, com 420 votos. Dores, Raiza e Rodrigo já são conselheiros e foram reeleitos.

Este ano, o número de pessoas que foi às urnas superou o das eleições anteriores, pois 2.229 barbacenenses participaram da eleição. A votação aconteceu na Escola Municipal Padre Sinfrônio de Castro, no bairro São José, das 8h às 17h e a apuração foi realizada logo em seguida. O resultado foi divulgado às 22h. Ao todo, foram 5.229 votos válidos. Cada pessoa tinha o direito de votar em até cinco candidatos.

Segundo o prefeito Toninho Andrada, a atuação do Conselho Tutelar dentro do município é muito importante para garantir direitos assegurados pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. “O Conselho começa a agir sempre que os direitos de crianças e adolescentes forem ameaçados ou violados pela própria sociedade, pelo Estado, pelos pais, responsável ou em razão de sua própria conduta. Por isso devemos cumprimentar e apoiar o trabalho eficiente e dedicado realizado, sobretudo, pelos conselheiros em Barbacena”, destacou.

Na avaliação da presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Rosana Paiva Soares de Quadros, foi uma eleição tranquila. “A novidade deste ano foi ter acontecido no domingo, o que acabou atraindo um número maior de eleitores. Isso mostra o comprometimento das pessoas com a escolha de pessoas que ficarão à frente de um serviço tão importante para a sociedade que é o Conselho Tutelar”, ressaltou.

 


Busca de Notícias