Recuperação da Rua Bahia demanda tempo e planejamento
Atualmente trabalho está concentrado na concretagem do fundo e laterais do córrego


Fazer a limpeza do córrego, estancar e entubar a água, colocar ferragem dupla e realizar a concretagem. Este tem sido o trabalho diário da empresa Reconp Engenharia, sob a supervisão da Secretaria Municipal de Obras, para recuperar o córrego da Rua Bahia. E, como boa notícia para a população, mais um trecho da obra será entregue pela Prefeitura de Barbacena, em um prazo de 20 dias. Desta vez, será liberado o trânsito entre o trecho que vai do início da rua, nas proximidades da antiga fábrica São José, até a rua José Alencar Campos. A expectativa dos responsáveis pela obra é que até o final do ano, os trabalhos estejam concluídos, também com a liberação do trânsito, até a rua Lindouro Antão, trecho conhecido como Ponte do Torresmo. Para recuperação da Rua Bahia,a atual administração municipal desenvolveu um projeto com orçamento de R$ 2,7 milhões.

O atual trabalho está concentrado na concretagem do fundo e laterais do córrego, sendo considerado a parte mais complicada e demorada da obra, uma vez que é feito na parte onde corre a água. O trabalho é realizado de 22 em 22 metros e será realizado em toda extensão do córrego, que é de 1280 metros. De acordo com os responsáveis pela obra, os trabalhos estão dentro do cronograma e a expectativa é que não chovendo nos próximos dias, o serviço siga ainda em ritmo mais acelerado.

Com a concretagem do córrego, também é feito o trabalho para evitar a erosão, principal causadora da interrupção do trânsito no local. “Estamos dentro do cronograma e isto me deixa muito feliz. É muito importante poder saber que dentro de 20 dias estaremos entregando mais um trecho, este que vai até a rua José Alencar Campos, e até dezembro o outro até a Ponte do Torresmo”, disse o secretário municipal de Obras, Emiliano Campos, destacando também o trabalho do prefeito Toninho Andrada. “Tudo isto só está sendo possível, graças ao empenho do prefeito Toninho Andrada, que buscou recursos para a realização desta obra tão importante”.

A conclusão de mais um trecho da obra de recuperação da Rua Bahia também foi comentado pelo prefeito Toninho Andrada: “Esta representa mais uma etapa do trabalho que estamos realizando para entregar definitivamente aos barbacenenses uma obra importante para o trânsito local e de infraestrutura daquela região. É mais um compromisso de nossa administração que estamos perto de cumprir”.

 

Obras acontecem em etapas

A recuperação da Rua Bahia, teve a obra dividida em fases. Atualmente, os trabalhos estão concentrados na terceira etapa. Na primeira, concluída no início de novembro do ano passado, o trecho próximo à praça teve o trânsito liberado depois de ficar interditado por mais de cinco anos, devido aos desmoronamentos. Já a segunda, foi realizada próximo ao posto de combustível Gool, que era considerado uma das áreas mais danificadas. O local recebeu novas tubulações, limpeza em geral, além de reforço das barragem, evitando problemas com chuvas e entulhos. Após os serviços, o trânsito foi liberado também no local.

O engenheiro-proprietário da Reconp, Marcos Flávio Pereira de Castro, empresa responsável pela obra, também falou das dificuldades na realização da obra. “O trabalho de concretagem que está sendo realizado é muito complicado de ser feito, pois trabalhamos em um local com a água em curso. É preciso fazer desvios e seguir com a obra. Além disso tem que considerar as chuvas, que às vezes desfaz parte do que fizemos. Daí temos que voltar e refazer”.

 

Falta de manutenção

Construído há cerca de 20 anos, na primeira gestão do prefeito Toninho Andrada, o Córrego da Rua Bahia ficou sem a devida manutenção durante anos, o que levou ao desabamento de diversos trechos do córrego. A cada período de chuvas fortes, somado à falta de manutenção, (matos, entupimentos, entre outros..), partes isoladas em pontos distintos desabaram, chegando ao ponto do trânsito no local ser interrompido por mais de cinco anos. Hoje, a obra está sendo praticamente reconstruída, o que demanda tempo, tendo em vista que para a realização dos trabalhos há a necessidade de desviar o curso da água.


Busca de Notícias