SAS ganha medidas de “proteção política”
“Nosso governo blindou o SAS contra a privatização, a politicagem e os fofoqueiros. O SAS é patrimônio do município e é inegociável”, disse Toninho Andrada


Dando sequência à sua política de valorização e recuperação do Serviço Municipal de Água e Saneamento – SAS, o Prefeito Toninho Andrada enviou à Câmara Municipal proposta de emenda à Lei Orgânica do Município com a proibição de que os serviços e atividades do SAS sejam privatizados ou alvo de contratos de Parceria Público Privadas, as chamadas PPPs, de forma total ou parcial. “Assumimos o governo municipal com o SAS completamente quebrado, desmotivado, sem veículos e equipamentos, com enormes dívidas e sem nenhuma frente de obras. Em três anos apenas, invertemos completamente esse quadro desfavorável, e hoje a autarquia é respeitada, paga em dia, tem frota de veículos, servidores motivados e diversas frentes de obras. Faltava blindar o SAS contra a politicagem, os fofoqueiros e as pressões pela privatização ou a contratação de PPPs, e isso vamos fazer com a aprovação do projeto que enviamos à Câmara Municipal”, disse o Prefeito Toninho Andrada. Ele afirmou que “o SAS é inegociável”, e que a oposição “se sente acuada com o bom trabalho que estamos realizando, e tentam de todas as formas tumultuar o bom ambiente que construímos, sempre pensando no pior e nas eleições. Nós estamos pensando na cidade e no que o SAS pode ofertar à população”.


Busca de Notícias