Prefeitura faz balanço positivo de obras no ano de 2015
Pesquisa apontou que a população aprova as melhorias que estão sendo realizadas

O prefeito Toninho Andrada vistoriou algumas das obras de asfaltamento

A Prefeitura de Barbacena faz um balanço positivo sobre o setor de obras no ano de 2015. Apesar da crise que afeta o país, os estados e os municípios, Barbacena se destaca entre aquelas poucas cidades brasileiras que conseguiram realizar obras durante o ano. O prefeito Toninho Andrada justifica dizendo que os resultados são fruto de um planejamento desde o início de sua gestão que permitiu que a Prefeitura pudesse, nesse momento de crise, colocar em pleno andamento, somente neste ano de 2015, a execução de projetos arrojados como o de mobilidade urbana e o de recuperação de vias pública, que juntos somam mais de R$ 8 milhões de investimentos. Além desses projetos estruturadores, muitas ações pontuais foram realizadas em vários pontos, tanto na área urbana quanto na rural.

Com relação ao projeto de mobilidade urbana, com investimentos de R$ 5 milhões, as obras estão em andamento. Sobre o trânsito, as principais mudanças já podem ser percebidas na avenida Governador Bias Fortes, que recebeu as primeiras obras. Na área central também já foram instalados 30 mil metros de piso tátil, que tem como objetivo guiar o fluxo e orientar o direcionamento nos percursos para pessoas com deficiência visual, o que é uma exigência legal.

Mas, a principal mudança já realizada dentro do projeto de mobilidade urbana é a instalação de 50 abrigos de ônibus. O planejamento foi desenvolvido através de uma parceria entre a Prefeitura e a empresa Cidade das Rosas, que investiu cerca de R$ 250 mil na aquisição dos equipamentos.

Sobre as obras de asfaltamento, a Prefeitura elaborou um projeto orçado em R$ 3 milhões, beneficiando ruas em diversos bairros da cidade. As obras tiveram início pelo bairro Santa Maria, mas nos últimos quatro meses já foram beneficiadas ruas nos bairros Monte Mário, Jardim, Santa Cecília, Retiro das Rosas, Campo e Boa Morte.

O programa de asfaltamento e recapeamento de ruas e avenidas começou em meados de 2014, quando teve início o projeto de recuperação do chamado corredor central, com investimento de R$ 2,5 milhões. Somados, os dois projetos vão registrar investimentos de mais de R$ 5 milhões, o que já representa a maior obra do setor já realizada no Município.

E algumas das frentes de trabalho realizadas pela Prefeitura já ganharam a aprovação da população. Em pesquisa divulgada pelo Instituto UrbanData, no início de dezembro, foram classificadas como muito importante ou importante por 68,7% dos entrevistados as obras da Rua Bahia, por 85,5% a reformulação do trânsito, por 92,0% a construção de abrigos de ônibus e por 92,1% o asfaltamento. Os entrevistados opinaram entre muito importante, importante ou pouco importante.

O prefeito Toninho Andrada comemora os resultados e destaca que “se não fosse o déficit tão alto herdado, muito mais poderia ser percebido”. “Estamos fazendo muito, ao todo iremos pavimentar mais 40 mil metros de ruas, mas sabemos que muito ainda há por fazer, tendo em vista que herdamos uma cidade com muitos problemas de infraestrutura”.

 

RUA BAHIA

A obra de recuperação do córrego da Rua Bahia, uma velha reivindicação da população, foi uma das prioridades do governo Toninho Andrada. Com orçamento de R$ 2,5 milhões, a obra teve início no segundo semestre de 2014. Várias etapas já foram concluídas, com o trânsito sendo liberado em alguns pontos onde ficou fechado por cinco anos.

A recuperação da Rua Bahia tem como complicador a própria água do córrego, que acaba atrasando o cronograma da obra, pois o local precisa receber limpeza, a água precisa ser estancada e entubada, para que assim possa ser feito o trabalho de colocação de ferragem dupla e depois a concretagem. As chuvas também prejudicam o andamento dos serviços, que são supervisionados pela Secretaria Municipal de Obras e realizados pela empresa Reconp Engenharia.

 

DUPLICAÇÃO DA ADUTORA

Resolver o problema de abastecimento de água da cidade para os próximos 50 anos. E com este objetivo que a Prefeitura de Barbacena, através do Serviço de Água e Saneamento (SAS), desenvolveu projeto, com investimento de R$ 5 milhões, para elevar a capacidade de captação de água da adutora do Rio das Mortes, que hoje é de 160 litros por segundo, para 450 litros por segundo.

Nos últimos meses, o SAS trabalhou a parte burocrática, como conseguir a licença ambiental para execução da obra, que em janeiro começa a sair do papel. Também já foram comprados os tubos modelos K7 e K9, que serão utilizados no projeto. No último mês de julho, chegou o primeiro carregamento à cidade trazendo 98 dos 909 tubos comprados pela Prefeitura, com investimento de R$ 3,5 milhões.


Busca de Notícias