Prefeitura age com rapidez para atender famílias e comunidades afetadas pelas fortes chuvas
Abastecimento de água na área urbana também foi prejudicado

Ponte que dá acesso à comunidade de Torres foi liberada no sábado, 30

A Prefeitura de Barbacena agiu com rapidez para buscar soluções diante dos problemas ocasionados pelas fortes chuvas que caíram na região na última semana, sobretudo na área rural do Município, que deixaram famílias desabrigadas, pontes caídas e estradas sem acesso. Além disso, o sistema de abastecimento de água do distrito de Correia de Almeida e do setor urbano atendido pelo Sistema de Abastecimento de Água (SAS). Isso ocorreu devido ao alagamento da adutora de captação de água do Rio das Mortes. O município mobilizou toda a estrutura da Prefeitura, da Defesa Civil Municipal e contou ainda com o apoio da iniciativa privada e da Defesa Civil Estadual.

Ainda na quinta-feira, 28, dia em que caiu a tromba d’água na região, o prefeito Toninho Andrada declarou “Situação de Emergência” no Município e criou uma força tarefa através da instalação do Gabinete de Gerenciamento de Crise. Uma das prioridades foi liberar o acesso às comunidades que tiveram suas estradas interditadas. A comunidade de Torres teve o acesso liberado no sábado, 30 de janeiro, com a construção de uma ponte provisória na estrada que liga a localidade à BR-040.

Nesta segunda-feira, 1º de fevereiro, os trabalhos foram concentrados na estrada de Palmital com recolocação de manilhas. A previsão era de liberar nesta quinta-feira, 4 de fevereiro, a estrada da comunidade da Pedra. Já na sexta-feira, dia 5, os trabalhos seriam na estrada que liga as comunidades dos Moura, Monjolo e Clínica da Mantiqueira à BR-040.

Com relação ao abastecimento de água, nesta quinta-feira, dia 4, de acordo com o SAS, 80% do serviço já estava recomposto, com as residências dos pontos críticos contando com apoio de caminhões pipa. No momento, apenas uma das quatro bombas do sistema de captação do Rio das Mortes está funcionando para fornecer água à população. As outras três ainda estão em manutenção,

mas a expectativa dos responsáveis pelo abastecimento é de que até o fim de semana, o sistema volte a ter força máxima.

 

“Precisamos elogiar toda equipe do SAS pela eficiência com que eles trataram a questão, pois mesmo com todos os motores encharcados e com as bombas sem funcionarem, eles conseguiram com uma bomba só que o abastecimento de água fosse recomposto. Para atender as partes altas, o SAS montou uma equipe com atendimento com caminhões pipa, sendo três do próprio SAS e conseguimos ainda a cessão de um caminhão da Prefeitura de São João del Rei, queremos aqui agradecer a Prefeitura de São João del Rei por ter cedido o caminhão pipa, e outro da empresa Rivelli, que também queremos agradecer”, destacou o prefeito Toninho Andrada.

O trabalho de liberação das estradas também foi comentado pelo prefeito Toninho Andrada: “Os pontos críticos que eram o acesso às comunidades dos Torres e do Palmital, com a queda de uma ponte, a equipe da Secretaria de Obras em um mutirão que foi feito com a ajuda da iniciativa privada, de empresas da cidade, que cederam maquinários e deram apoio, a Rivelli, mais uma vez cedeu máquina, pontes provisórias foram construídas em tempo recorde. A Defesa Civil de Barbacena tem feito um serviço muito bom, com apoio de diversos outros setores como a Defesa Civil do Estado e a própria Copasa”.

E se a semana começou com preocupação para muitas pessoas, o momento já é considerado tranquilo. Das 48 famílias que ficaram desalojadas, 45 já voltaram para suas casas. Quatro residências foram interditadas, sendo três pela Defesa Civil Municipal em Correia de Almeida e uma pelo Corpo de Bombeiros no Pombal. O trabalho social com levantamento da população atendida foi realizado pela UBS de Correia de Almeida, que ficou também responsável pelo controle das doações que estão sendo feitas para as vítimas.

 


Busca de Notícias