Imprensa divulga sobre gestão em Barbacena

Panorâmica com a Basílica de São José ao fundo:projeto de iluminação para valorizar a arquitetura

Barbacena dribla a crise com choque de gestão e retoma investimentos
Enquanto prefeituras de todo o país decretam situação de calamidade financeira por causa da recessão econômica, algumas cidades se destacam pela capacidade de continuar investindo em melhorias para a população, apesar da crise. Barbacena, no Campo das Vertentes, só no ano passado foram investidos mais de R$ 7,3 milhões em obras de mobilidade e pavimentação. E em 2016, outros R$ 3 milhões serão aplicados numa segunda fase de asfaltamento das ruas. Resultado de muito planejamento e economia, explica o prefeito, Toninho Andrada (PSB). Ele conta que a administração municipal está colhendo frutos de um choque de gestão que teve início em 2013, quando os problemas financeiros da cidade começaram a ser sanados.

“Essas obras foram possíveis devido a um financiamento do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG). Quando assumi a prefeitura, tive que repactuar dívidas, colocar as folhas de efetivos e aposentadoria em dia e deixar o município em condições de firmar parcerias. Isso levou quase um ano”, contou. Último levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM), realizado há seis meses, mostrou que 96% das prefeituras brasileiras estavam impedidas de celebrar convênios com Estado e União devido a alguma pendência.

Barbacena faz parte do grupo de 4% dos municípios autorizados a fechar parcerias pelo Cadastro Único de Convênios do Tesouro Nacional. “Neste cenário de crise, muitos municípios não estão conseguindo cumprir com as obrigações. Isso faz com que eles dependam exclusivamente das transferências. Muitos dos nossos recursos vêm de convênios e financiamentos, graças a regularização das dívidas e outras ações do município”, destacou Andrada.

Uma das medidas da prefeitura para aumentar a arrecadação foi a municipalização do trânsito em Barbacena. A cidade vai assumir o planejamento, projeto, operação, fiscalização e educação do trânsito, antes feitos pelo Estado. Toda a receita proveniente destas atividades ficará no município. Nos próximos 60 dias, o prefeito espera implantar também sistema de estacionamento rotativo no Centro de Barbacena, demanda antiga do comércio. Além da construção e reforma de Unidades Básicas de Saúde (UBS), em andamento, a prefeitura implantou serviço de pronto-atendimento no hospital da Fundação Hospitalar de Minas (Fhemig) em Barbacena.

“Antigamente funcionava na Santa Casa, que não tinha estrutura. Posso dizer que hoje é o melhor pronto-atendimento do Estado e se equipara ao João XXIII, em Belo Horizonte. Temos 350 funcionários trabalhando 24 horas para atender toda a região”, afirmou Toninho Andrada.

Cidade receberá shopping de R$ 150 milhões
Mesmo com o desemprego atingindo taxas cada vez mais altas no país, Barbacena conseguiu manter desempenho positivo na geração de emprego nos últimos 12 meses, contados a partir de fevereiro de 2015. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a cidade admitiu mais do que dispensou. O resultado – saldo positivo de 0,27% – foi melhor que a média do Estado, do país e de cidades da região como Juiz de Fora (-3,2%), Conselheiro Lafaiete (-3,35%) e São João del Rei (-1,59%). “Os investimentos na cidade acabam gerando situação de riqueza. Isso faz com que comércio e outras empresas consigam manter o nível de empregos, demitindo menos”, explicou Toninho Andrada.

E a expectativa é que os empregos aumentem e muito em Barbacena. O município vai receber um empreendimento de R$ 150 milhões este ano, o primeiro shopping center da cidade, que ficará na BR-040. Resultado de uma parceria com o grupo Capanema Gouvêa, o mall deve começar a ser construído no mês que vem.

“O grupo queria um ponto na região, fizeram algumas pesquisas e optaram por Barbacena, que está a uma hora de Juiz de Fora, onde fica o shopping mais próximo, e a duas horas de Belo Horizonte. Então cedemos uma área da prefeitura na BR-040”, contou Andrada.

Conforme o prefeito, 60% do espaço do shopping será ocupado por lojas da cidade. “Vai impulsionar muito a economia, tanto no período de construção e depois com a prestação de serviços. Vão dar prioridade para as lojas da cidade”. Outra área de fomento econômico é a movimentação na cidade durante as festas tradicionais. “Conseguimos, nos últimos anos, recuperar as principais festas por meio de parcerias com a iniciativa privada, como a Exposição Agropecuária, a Festa da Cerveja e a Festa das Rosas. O município hoje tem credibilidade para fazer parcerias, mesmo neste cenário de crise”, comemora Andrada

Arrecadação
Um programa da Caixa Econômica Federal para modernização da administração municipal disponibilizou R$ 4,5 milhões para a Prefeitura de Barbacena. Parte deste recurso foi investido na renovação do cadastro imobiliário para atualizar os valores de IPTU da cidade. “Fizemos fotografias aéreas para dimensionar todo o município e identificar as residências. O objetivo é atualizar o sistema, que é muito defasado, possui mais de 25 anos”, disse. Segundo ele, com isso, a cidade tinha uma perda tributária grande, porque a base de cálculo para o IPTU não acompanhava as mudanças realizadas nas construções durante todos esses anos.

Fonte: Jornal Hoje em Dia (Belo Horizonte)

Fotos: Wesley Rodrigues


Busca de Notícias