Curso do Cozinha Brasil chega a Barbacena
O curso começou nesta terça-feira, 18, e as aulas estão acontecendo nas dependências do Sesi, no bairro do Carmo

Abertura do curso com a presença do diretor de Fomento Econômico, Felipe Alvim, e representantes do Sesi

Mais uma importante parceria entre a Prefeitura de Barbacena, por meio da Diretoria de Fomento Econômico, com o Sistema Fiemg trouxe à cidade o curso Cozinha Brasil do Sesi. O curso iniciou nesta terça-feira, 18, e as aulas estão acontecendo nas dependências do Sesi, no bairro do Carmo, e é voltado para os hábitos alimentares de prevenção e controle de algumas DCNTz (Doenças Crônicas Não Transmissíveis) tais como diabetes, colesterol alto, hipertensão e obesidade.

Primeiro os participantes são envolvidos em uma parte teórica voltada para as doenças com estaque para as causas e os sintomas. Depois vão para um momento mais prático, no caminhão do Cozinha Brasil, quando a nutricionista e instrutora do curso, Looany Rodrigues, ensina a preparar receitas alimentícias direcionadas para cada tipo de doença, a forma correta de preparar os alimentos e a importância de cada um deles. Ao todo serão quatro dias de curso, sendo um dia voltado para cada uma das quatro doenças. No primeiro dia, foi a obesidade o tema central dos trabalhos. O curso acontece até a próxima sexta-feira, 21, e foram cerca de 320 pessoas inscritas, já que a cada dia são atendidas 80 pessoas.

“É mais uma importante oportunidade para a população local de Barbacena, pois o curso traz novas técnicas no que tange à questão gastronômica para o mercado local. Um treinamento voltado para todo o tipo de segmento, pois trabalha a melhoria da produtividade e trata de temas importantes e que precisam haver prevenção nestes quesitos para que os colaboradores tenha uma qualidade de vida melhor e com isso gere uma produtividade melhor no seu dia a dia de trabalho”, destacou Felipe Alvim, diretor de Fomento Econômico.

Segundo a instrutora do curso, a nutricionista Looany Rodrigues, o curso trabalha tanto a culinária doce quanto salgada. “Todos receberam certificados e um livro de culinária. Por dia são 4 horas de trabalho e a pessoa pode participar de quantos módulos desejarem”, pontuou. 


Busca de Notícias