Município negocia retomada das obras do Minha Casa, Minha Vida, no Nova Cidade
Unidades habitacionais estão abandonadas desde 2012 e encontram-se em grande estado de deterioração

Unidades habitacionais estão abandonadas desde 2012, na gestão Danusa, e encontram-se em grande estado de deterioração
O secretário Municipal de Saúde e Programas Sociais, José Orleans da Costa, esteve em Brasília para negociar a retomada da obra

A Prefeitura de Barbacena, através da Secretaria Municipal de Saúde e Programas Sociais (Sesaps), está em negociações avançadas para restabelecer as obras do Minha Casa, Minha Vida, no bairro Nova Cidade. Os trabalhos estão parados desde 2012, na gestão Danusa, e as 320 unidades habitacionais encontram-se em grande estado de deterioração. O secretário Municipal de Saúde e Programas Sociais, José Orleans da Costa, esteve, na quarta-feira (18) na Diretoria de Empréstimos e Financiamentos (Diemp) do Banco do Brasil, em Brasília, para discutir o reinício do empreendimento.

O Ministério das Cidades já havia publicado uma portaria para a retomada, em 2016. No mesmo ano, o Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), da Caixa Econômica Federal,  publicou o manual operativo, que instruiu como fazer o processo de reavaliação das obras paradas.

Em dezembro de 2016, compareceram, em Barbacena, engenheiros da nova empreiteira, Rio Alto, e do Banco do Brasil, para uma avaliação.
O relatório da empresa aponta a necessidade de demolição completa da obra, devido ao estado de deteriorização atual. A perda estimada é de R$ 4,5 milhões.

Agora, o Município aguarda o parecer técnico do Banco do Brasil para que as obras finalmente voltem a ser realizadas. Conforme destaca José Orleans, 'é uma luta árdua. Discutimos pela sexta vez seguida a retomada. Esse atraso demonstra a morosidade da gestão pública brasileira e o desperdício de recursos'. 

A reunião na capital federal contou com a presença do gerente executivo do banco, Lúcio Bertoni, e dos assessores Gustavo Rodrigues e Graziela Siqueira.


Busca de Notícias