Prefeitura divulga nota sobre corte de eucaliptos na região da Sericícola
Procedimento foi solicitado pela Epcar e autorizado pelo Governo do Estado e Defesa Civil


A Prefeitura de Barbacena, através da Diretoria de Meio Ambiente, vem a público esclarecer, com base nos princípios da transparência e publicidade, sobre o recente corte de árvores da espécie eucalipto na região da Sericícola, em propriedade do Governo do Estado. O procedimento foi solicitado pela Escola Preparatória de Cadetes do Ar (Epcar), em 2015, devido ao alto risco de queda das árvores. O pedido também foi motivado pela queda de um eucalipto no local que, na ocasião, por sorte, não causou danos às residências, aos bens móveis e aos moradores da região, já que as árvores são de grande porte. Em virtude disso, a Secretaria de Estado de Planejamento permitiu o corte e a Defesa Civil emitiu laudo autorizativo, constatando o risco em 22 árvores de eucalipto.

As árvores autorizadas no laudo da Defesa Civil são exóticas, ou seja, não são nativas da nossa região. Em geral, essas espécies possuem características peculiares e podem não se adaptar ao clima, onde o calor e a alta umidade favorecem a proliferação de fungos e insetos, potencializando o risco de queda.

O corte foi realizado por empresa contratada pela Epcar, que cumpriu todas as normas administrativas na obtenção da autorização. Além de compensação prevista em resolução do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Codema), que envolve o replantio de 22 árvores nativas em região próxima ao local, a Epcar, desde suas solicitações iniciais, se prontificou a fazer o plantio de 500 mudas de eucalipto na área da instituição.

Os procedimentos foram acompanhados pelos órgãos competentes. 'Todo corte de árvore precisa de justificativa legal, de acordo com resolução do Codema. Respeitando a legislação e normas previstas nas esferas e considerando o risco, foi autorizado o corte de apenas 22 árvores de eucalipto', destacou a Diretora de Meio Ambiente, Rachel Tré.

Segundo Rachel Tré, a Diretoria é um dos principais órgãos de fomento à defesa do meio ambiente no município. 'No ano passado, inclusive, participamos do plantio de 600 mudas nativas no local, portanto buscamos sempre estimular a preservação ambiental. Contudo, sendo constatado o risco às pessoas e ao patrimônio, temos que buscar alternativas legais para solucionar os problemas', completou.


Busca de Notícias