Barbacena no programa de pré-custeio da safra do Banco do Brasil
R$ 12 bilhões estão sendo ofertados aos produtores rurais de todo país


Com a presença de representantes da Prefeitura de Barbacena e de entidades ligadas a trabalhadores rurais, o Banco do Brasil lançou nesta terça-feira, dia 31, no município, o programa de financiamento do pré-custeio da safra 2017/2018. A oferta total para todo país é de R$ 12 bilhões para a aquisição antecipada de insumos. O lançamento nacional do programa aconteceu na última quinta-feira, 19, em Ribeirão Preto (SP). Os recursos já estão disponíveis no âmbito do Programa Nacional de Apoio aos Médios Produtores Rurais (Pronamp), com taxas de 8,5% ao ano, até o teto de R$ 1,5 milhão. Os demais produtores rurais acessam o crédito com encargos de 9,5% ao ano até o teto de R$ 3 milhões, descontados os valores de recursos controlados já contratados no semestre anterior.

A parceria entre Prefeitura e Banco do Brasil foi destacada pelo secretário municipal de Desenvolvimento Rural (Sedru), Emiliano Campos. “É muito importante este convênio, pois ajuda a fomentar o agronegócio em Barbacena. O trabalho conjunto entre a Sedru e o Banco do Brasil beneficia diversos agricultores no município e vamos estar trabalhando juntos em outras frentes, como na Exposição Agropecuária”.

De acordo com o Banco do Brasil, a antecipação dos financiamentos de custeio para as culturas da safra de verão, a exemplo de soja, milho, arroz e café, permite melhores condições aos produtores para o planejamento de suas compras junto aos fornecedores e contribui para o incremento das vendas de sementes, fertilizantes e defensivos, proporcionando maior rentabilidade aos empreendimentos e produzindo reflexos positivos em toda a cadeia produtiva.

“O recurso já está disponível no Banco Brasil e para conseguir o financiamento o produtor rural precisa apensa estar em dia com a documentação. Em Barbacena, o convênio entre o Banco do Brasil e a Prefeitura é primordial para o andamento perfeito de todo o processo, que tem como principal objetivo facilitar a vida do produtor rural”, destacou o assistente de negócios de Governo do Banco do Brasil, Ricardo Egg Tavares.

Os recursos para financiamento do programa é ofertado em linhas com recursos controlados, oriundo das captações próprias da Poupança Rural e dos Depósitos à Vista, representando uma elevação de 20% ao volume desembolsado na atual safra, que se encerra em 30 de junho de 2017.

“Este pré-custeio é muito interessante, pois permite ao produtor a compra de insumos bem antes o período da safra. Isto representa um ganho, pois fora da safra os preços são bem melhores. Com certeza, este processo é muito benéfico ao produtor rural”, lembrou o presidente do Sindicato Rural de Barbacena, Renato Laguardia.


Busca de Notícias