Batalha de Confetes lota o centro e abre o Carnaval em Barbacena
Prefeito e vice entregam chave simbólica da cidade ao rei momo, em noite de resgate da tradição


Uma festa para todas as idades, raças e credos, que resgatou uma tradição do passado. A Batalha de Confetes, com organização da Rádio Sucesso, em parceria com a Prefeitura de Barbacena, marcou o retorno do Carnaval ao centro da cidade em 2017, fato esperado há anos. A batalha lotou as imediações do Clube Barbacenense. O prefeito Luis Álvaro e a vice-prefeita Angela Kilson abriram oficialmente o Carnaval de Barbacena, entregando a chave simbólica da cidade ao rei momo, o garçom William Sebastião de Oliveira, de 40 anos.

O prefeito Luis Álvaro, que ficou até o fim do primeiro dia de folia, destacou o sucesso da Batalha de Confetes: 'Foi excelente, com um público magnífico. A ideia é essa. Retomar o Carnaval de Barbacena, a festa de rua e do povo. Também esperamos que os próximos cinco dias sejam contagiantes e, nos próximos três anos, estaremos com o mesmo objetivo de promover cada vez mais a festa no centro, trazendo turistas e divisas para a cidade'.

A vice-prefeita Angela Kilson, acompanhada do prefeito, falou sobre o resgate do Carnaval: 'É um início emocionante. Esperamos um dos melhores carnavais dos últimos anos. Buscamos trazer a nossa folia de volta, com blocos, bandinhas, ao som das marchinhas e sambas, para que o público se divirta'.

O radialista e um dos organizadores da festa, José Rubens, ficou satisfeito em dar continuidade ao projeto que começou com o radialista Barbosa Silva nos anos 70: 'Resgatar tudo isso é uma grande alegria. É uma excelente ideia voltar ao centro da cidade, onde foi o começo. A Prefeitura abriu as portas para que fosse feita essa parceria e, com muita criatividade, deu tudo certo'.

A festa contou com o apoio da Polícia Militar, Guarda Municipal, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Juizado de Menores, Conselho Tutelar e Vigilância Sanitária.

Nesta sexta-feira (24), o Carnaval continua com o tradicional bloco Tirando a Máscara (Fhemig), com concentração a partir das 16h e saída às 18h, indo da rua Henrique Diniz até a rua Tiradentes, com dispersão na Praça dos Andradas. O trânsito será interrompido na rua Tiradentes às 16h, durante a concentração; às 18h, haverá o fechamento da rua XV de Novembro e Praça dos Andradas.


Busca de Notícias