8ª Feira Italiana movimenta a Colônia Rodrigo Silva
A história das famílias, comidas e bebidas, músicas e danças típicas marcaram o evento


Durante três dias, a Colônia Rodrigo Silva foi palco da 8ª Feira Italiana, evento que celebra imigração do povo europeu em Barbacena e os 129 anos da constituição da Colônia, a primeira de Minas Gerais. A história das famílias, comidas e bebidas, músicas e danças típicas marcaram a festa, que recebeu vários descendentes e a população em geral.

O evento foi promovido pela União Comunitária de Barbacena (UCB), Associação de Cultura Italiana de Barbacena (Casa D'Italia di Barbacena) Associação dos Moradores do Bairro Roman (Ambra) e comunidade barbacenense de origem italiana, com o apoio da Prefeitura.

 Representando o prefeito de Barbacena, o secretário municipal de Saúde e Programas Sociais, José Orleans, destacou que Barbacena acolheu 243 famílias imigrantes: 'Elas foram fundamentais para o crescimento da nossa cidade. A festa é uma forma de reviver e ver a luta dos antepassados. Mesmo com as dificuldades financeiras, é importante que a Prefeitura sempre apoie iniciativas como essa'.

 O subsecretrário de Cultura, Desporto e Turismo, Cleb Braz de Andrade, que foi homenageado com uma placa comemorativa, disse que a feira representa muito para a cultura da cidade: 'Temos a oportunidade de colocar em evidência a tradição da cultura italiana, resgatar e fortalecer a nossa história. Parabenizamos aos organizadores, sobretudo à Casa D'Italia, que, em 2017, vem remodelada para expandir sua atuação'.

O presidente da Casa D'Italia, Luciano Carvalho, comemorou mais uma edição da feira: 'O evento traz a vontade de manter a cultura italiana viva na nossa cidade. Sentimos uma emoção muito forte ao pensar em nossas raízes e queremos dar continuidade ao carinho que os nossos avós trouxeram da Itália para Barbacena'.

Fotos gentilmente cedidas pelo Jornal Expresso


Busca de Notícias