SAS promove reunião do Conselho de Administração
Prestação de contas foi aprovada por unanimidade


O Serviço de Água e Saneamento realizou, na noite desta quarta-feira (7), reunião do Conselho de Administração da autarquia, que é presidido pelo prefeito Luis Álvaro. Todos os conselheiros estiveram presentes na apresentação das atividades e aprovaram, por unanimidade, as contas do período de outubro a dezembro de 2016 e janeiro a março de 2017.

Além do prefeito, que é o presidente nato, o encontro contou com a presença da diretora do SAS e secretária do Conselho, Marcela Campos Zaidan Fernandes; e dos conselheiros: Altamiro Carvalho Junior, representante do Poder Legislativo; Lucas de Souza Garcia, representante dos consumidores; e Flávio Pastorini Borges de Medeiros, representante do setor empresarial do Município. O diretor administrativo e financeiro da autarquia, Bruno Mota, foi o responsável por apresentar as demonstrações financeiras e orçamentárias do período.

Bruno Mota ainda ressaltou as realizações, obras, termos aditivos, extrato de atas e contratos assinados no período, além de destacar os materiais utilizados nas construções de redes de água e esgoto em várias regiões de Barbacena.

O prefeito Luis Álvaro falou sobre as realizações, metas da autarquia e destacou: 'O Conselho é importante para que, além das contas prestadas, possam haver deliberações, sugestões e propostas para que o SAS cresça ainda mais'.

A diretora do SAS e atual secretária do Conselho, Marcela Zaidan, completou: 'O Conselho e os conselheiros são de grande importância para a autarquia no sentido de fiscalizar e também contribuir para as melhorias e demandas que o SAS apresenta'.

Sobre o Conselho - Criado em 2013, quando o prefeito Luis Álvaro era diretor do SAS, o Conselho de Administração tem, por competência: 1) opinar sobre os planos gerais e os programas anuais de trabalho da autarquia; 2) opinar sobre o orçamento anual da receita e despesa da autarquia; 3) apresentar os balancetes e relatórios de prestação de contas anual; 4) opinar sobre os convênios, acordos e contratos a serem celebrados pela autarquia; 5) opinar sobre as operações financeiras que forem necessárias à execução dos planos e programas da autarquia; 6) propor normas sobre as prestações de serviços da autarquia; 7) propor alterações no quadro de pessoal da autarquia; 8) fiscalizar e emitir parecer sobre os contratos, convênios, acordos ou ajustes, realizados pela autarquia, quando solicitado pelo diretor geral do SAS ou pelo prefeito municipal; 9) propor a realização de auditoria contábil na autarquia; 10) opinar sobre matéria que lhe seja submetida por qualquer membro do Conselho; 11) votar, por maioria absoluta, pedido de destituição do diretor geral do SAS, a ser encaminhado ao prefeito municipal, com as devidas razões e respectivo contraditório; 12) propor a realização de sindicância ou inquérito administrativo para apurar eventual irregularidade ocorrida na autarquia; e 13) elaborar o seu próprio regimento interno. 


Busca de Notícias