Barbacena recebe 1º Seminário de Inteligência e Segurança Pública
Evento, promovido pela 13º Departamento de Polícia Civil, foi realizado na última sexta-feira (14)


Barbacena sediou, na última sexta-feira (14), em iniciativa inédita no estado, o 1º Seminário de Inteligência e Segurança Pública, promovido pelo 13º Departamento de Polícia Civil. Com uma extensa programação, o evento, realizado no Hotel Master Plaza, contou com a participação de diversos órgãos de segurança de várias cidades e autoridades do Estado e Município. O prefeito Luis Álvaro esteve presente.

De 9h às 18h, os participantes puderam acompanhar uma série de palestras, realizadas por nomes relevantes de cada área: 'Visão da Inteligência de Estado do Brasil', pelo oficial de inteligência da Abin, Tadeu de Lery Costa; 'Medidas de proteção cibernética', pelo major aviador da FAB, Wagner de Oliveira da Silva; 'Aplicação da análise criminal e da inteligência policial na modernização da investigação', pela delegada da Polícia Civil, Elenice Cristine Batista Ferreira;  'Sistema de inteligência do Exército', pelo coronel de infantaria do Exército, Wagner Silveira Paula; 'Inteligência preventiva', pelo coronel da Polícia Militar, Marcelo Martins de Resende; e 'A dicotomia entre a investigação e inteligência policial', pelos agentes da Polícia Federal, Daniel Batista Pereira e Frederico de Melo Aguiar.

Além da Polícia Civil, profissionais da Guarda Municipal, Exército, Epcar, Polícia Militar, Polícia Federal e agentes penitenciários acompanharam os trabalhos, de cidades como Barbacena, Belo Horizonte, Juiz de Fora, Leopoldina, Lavras, Ubá, Viçosa e Brasília.

Segundo o prefeito Luis Álvaro, é uma honra para Barbacena receber a primeira edição do Seminário: 'A Polícia Civil está de parabéns. É um excelente trabalho, com uma troca de experiências muito grande entre todos os órgãos ligados à proteção da população. A Prefeitura está de portas abertas para receber todos e contribuir com a segurança'.

'Fazermos bom uso da inteligência para prevenir e reprimir atividades indesejadas na sociedade é uma responsabilidade ímpar. O Seminário estabelece um ambiente de compartilhamento de conhecimentos, produção de subsídios para contribuir com a inteligência e o reconhecimento da importância dessa atividade para o exercício das ações de Polícia na preservação e manutenção da ordem pública', afirmou o chefe do 13º Departamento de Polícia Civil, delegado-geral Carlos Capristrano. 

'É através das discussões que são feitas aqui que vamos ampliar o trabalho de inteligência e segurança, principalmente se for integrada. O evento é um incentivo para muitos outros seminários em Minas Gerais', enfatizou o secretário adjunto de Estado de Segurança Pública, Ailton Lacerda.


Busca de Notícias