Prefeitura realiza varredura para vacinação contra febre amarela na zona urbana


Após o término da varredura na zona rural, a Prefeitura de Barbacena, através da Secretaria Municipal de Saúde e Programas Sociais (Sesaps), iniciou, na última semana, a varredura para vacinação contra a febre amarela na zona urbana, com o objetivo de intensificar os trabalhos no município. Além de residências, estabelecimentos também estão sendo visitados. 

As equipes estão operando em várias frentes, nos distritos sanitários do Santa Efigênia, Vilela, Nova Suíça, Carmo, Funcionários, Grogotó, Santa Cecília, Correia de Almeida, além de Padre Brito e Guido Roman. 

Segundo o Secretário Municipal de Saúde e Programas Sociais (Sesaps), José Orleans da Costa, ''a vacinação é a única forma efetiva contra a febre amarela. Estamos buscando, por meio de várias estratégias, alcançar todo o município. Cada pessoa sem vacina é um caso em potencial. Queremos a nossa cidade totalmente imunizada''.

De janeiro até agora, foram aplicadas 27.723 doses (24.351 na zona urbana e 3.372 na zona rural). 61.401 cartões de vacinas foram avaliados (49.088 na zona urbana e 12.313 na zona rural). A cobertura vacinal acumulada é, até o momento, de 95,81% na zona urbana e 90,19% na zona rural.

Hospital Regional é referência para 51 municípios - O Hospital Regional de Barbacena é a referência, na Macro Centro-Sul, para os casos mais graves, de acordo com fluxo assistencial do Estado, com os demais hospitais policlínica (Imaip, Santa Casa de Misericórdia e Ibiapaba) como retaguarda em clínica médica e UTI.

Atualmente, são nove pacientes internados no Regional: um na Sala Vermelha, de São João del-Rei; três na Clínica Médica, de Santa Bárbara do Tugúrio, Barbacena e Cipotânea; um na UTI, de Ouro Branco. Já na Santa Casa, estão internados três na Clínica Médica, de Carandaí, Congonhas e Alfredo Vasconcelos. Destes, apenas o de Carandaí tem febre amarela confirmada.

Além disso, até o momento, foram cinco óbitos confirmados, de Barbacena, Piranga, Senhora de Oliveira, Ouro Branco e Caranaíba, e três óbitos com suspeita, de Paiva, Conselheiro Lafaiete e Barbacena.

Nove casos foram confirmados e já receberam alta, de Itaverava, Cipotânea, Santana dos Montes, Ouro Branco e cinco de Piranga. Além disso, um caso confirmado de Congonhas encontra-se internado em hospital de Muriaé. 


Busca de Notícias