Dezenas de estudantes de Barbacena recebem as medalhas da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA)


Na tarde de quinta-feira (14/11), foi realizada a entrega das medalhas aos alunos das escolas públicas e privadas de Barbacena, que participaram da 22° edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). Os estudantes realizaram a prova (sete questões de Astronomia e três de Astronáutica) no dia 17 de maio. As medalhas da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica foram distribuídas de acordo com a pontuação obtida pelos participantes de cada nível. No total, foram entregues 60 medalhas: sendo 13 de ouro, 23 de prata e 24 de bronze.

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) é a maior olimpíada científica do Brasil e conta com quatro níveis de competição, sendo os três primeiros para os estudantes do ensino fundamental, conforme a série, enquanto o quarto ao ensino médio.

Participaram do evento, realizado no Centro Cultural Conde de Prados, Maria Eugênia Castro Silva Oliveira, Subsecretária de Assuntos Pedagógicos e também Subsecretária de Desporto, Cultura e Turismo, Luiz Carlos Rocha, Secretário de Educação, Desporto e Cultura, Patrícia Russo Coelho Lima, Superintendente Regional de Ensino de Barbacena, Amarílio Augusto de Andrade , Presidente da Câmara Municipal de Barbacena e a Secretária de Governo , Marcela Campos Zaidan Fernandes, representando o prefeito de Barbacena, Luis Álvaro.

O Secretário de Educação, Desporto e Cultura, Luiz Carlos Rocha de Paula, falou sobre a importância dos estudantes de Barbacena participarem dessa Olimpíada, que ocorreu em todo território nacional. “A educação não se faz somente dentro de sala de aula e cercada pelos muros, ela precisa ultrapassar os muros. E atividades, como essa, ressaltam determinados assuntos para os estudantes, e fazem com que eles vislumbrem novos horizontes. Aptos para o questionamento e compreensão de novas disciplinas, não somente aquelas que são ministradas ao longo do ano. Nós procuramos sempre estimular o corpo discente para que busquem novas oportunidades”, destacou.

Já para a Secretária de Governo, Marcela Campos Zaidan Fernandes destacou como o aprendizado de forma lúcida tem retorno positivo para os estudantes. “Através de atividades como as idealizadas pela coordenação da Olimpíada, os alunos são levados a saírem um pouco do aprendizado tradicional. Quando se apresenta o lúdico, o estudante é estimulado a usar todos os sentidos (audição, visão e tato e paladar). Assim ele não somente lê, o estudante aprende com os sentidos e experimenta , dessa forma, um aprendizado eterno, salientou a Secretária de Governo.

Em relação à interatividade dos estudantes, a Superintendente Regional de Ensino de Barbacena, Patrícia Russo Coelho Lima salientou que, além do aprendizado dentro de sala de aula, os estudantes também puderam utilizar o material fornecido pela organização da OBA e com isso, conheceram mais sobre astronomia, o que tornou a atividade mais prazerosa. “A Olimpíada inova o modo de ensino e aprendizagem, saindo do formato convencional de aulas, ampliando as áreas de conhecimento, enriquecendo os conteúdos das disciplinas e tornando mais atrativas as horas de estudo”, finalizou.

Os melhores classificados representarão o Brasil nas olimpíadas Internacional de Astronomia e Astrofísica e Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica de 2020.


Busca de Notícias