Prefeitura e SAS apresentam a vereadores projeto de novas ETEs


Em reunião realizada na sede do Serviço de Água e Saneamento (SAS), nesta quinta-feira, dia 20, representantes da autarquia e da administração municipal apresentaram e tiraram dúvidas dos vereadores sobre o projeto para construção de mais duas Estações de Tratamento de Esgoto, uma na bacia do Ceolin e outra na bacia Colônia Rodrigo Silva. A Prefeitura recebeu oferta de empréstimo por parte do Governo Federal, através do programa Avançar Cidades, para executar o projeto, mas o acordo depende da aprovação do Legislativo. Uma nova reunião entre Executivo e Legislativo ficou marcada para o dia 2 de março, também no SAS.

O prefeito Luís Álvaro foi representado na reunião pela secretária de Governo Marcela Campos Zaidan Fernandes, a secretária de Gabinete Mariana Paiva, o diretor do Centro de Controle Operacional (CCO) Sérgio Júnior e o diretor de Comunicação Governamental Paulo Octávio de Araújo.

Pelo SAS, participaram do encontro o diretor Bruno Mota, assessora de gabinete Bianca Campos, o diretor de contratos de convênios Cristiano Resende e o diretor de água e saneamento engenheiro Daniel Salgarello. Pelo Legislativo, estiveram na reunião os vereadores Odair Ferreira, Vânia Castro, Milton Roman e Professor Nilton, sendo que mandaram representantes os vereadores José Newton, Joanna Bias Fortes e Édson Rezende.

O projeto vai beneficiar várias partes da cidade. A ETE da Colônia Rodrigo Silva vai atender também os imóveis do bairro Boa Morte, a região da rua Tancredo Esteves e Belvedere, Já a ETE do Ceolin beneficiará os bairros do Carmo, de Fátima e  Jardim. Toda essa área, então é de suma importância pro município.

De acordo com a proposta do Governo Federal, pelo programa Avançar Cidades, o Município terá carência de até 48 meses pra começar a pagar o empréstimo. De acordo com o cronograma, a obra pode ser concluída em 30 meses.

O Município está inscrito no programa Avançar Cidades desde 2018, mas somente em setembro do ano passado a Caixa aprovou para que o projeto fosse desenvolvido. Agora, a Prefeitura tem até 9 de março para apresentar o projeto final, que deve passar primeiro por aprovação da Câmara Municipal.


Busca de Notícias