Barbacena instaura Comitê para acompanhar eventuais agravos do coronavírus


A Prefeitura de Barbacena, através da Secretaria Municipal de Saúde (Sesap), criou um Comitê para acompanhamento aos eventuais agravos epidemiológicos causados pelo coronavírus. A criação do Comitê visa dar mais segurança à população barbacenense e da região que fazem uso dos serviços de saúde em no território do Município diante do problema que deixa em alerta todo o Brasil.

Como noticiado no último dia 28 de fevereiro, Barbacena registrou uma notificação de uma suspeita de coronavírus, mas o resultado deu negativo. “Mesmo mediante ao resultado negativo, nós, enquanto vigilância epidemiológica, já estávamos trabalhando em protocolos para este enfrentamento, uma vez que também nós já temos ciência do enfrentamento à dengue”, explicou a secretária municipal de Saúde, Marcilene Dornelas de Araújo.

A reunião para formação do Comitê contou com a presença de 29 pessoas, dos mais diversos setores envolvidos para prestação de serviço em saúde em Barbacena.

Foi criado também, para o paciente suspeito, um fluxograma assistencial, que nesta terça-feira, dia 3, foi apresentado a todos os enfermeiros, médicos, enfermeiros de CCIH, enfermeiros de atenção primária e convidados, pelo infectologista Hebert José Fernandes e equipe de epidemiologia do Município de Barbacena, durante evento no anfiteatro do Samu. Posteriormente, o fluxograma será encaminhado a todos os hospitais.

Durante a reunião que criou o Comitê, ficou também instituído que não haverá a porta de entrada para suspeita de casos em Barbacena, uma vez que os hospitais referências se encontram em Juiz de Fora e Belo Horizonte.

“Nosso território já se encontra organizado para transporte, fluxo de atendimento e as avaliações do infectologista. Este é o motivo de instaurar este Comitê, para que possamos ter pessoas extremamente responsáveis e que façam jus a que funcione realmente o enfrentamento se houver outros casos”, destacou a secretária de Saúde.


Busca de Notícias