Reunião de acompanhamento da situação da Covid-19


Em reunião nesta noite, 30, o prefeito Luis Álvaro, a secretária de Saúde Marcilene Araújo e a secretária de Gabinete Mariana Paiva deliberaram sobre a última reunião ocorrida com os responsáveis da região Macro Centro Sul de Saúde, com todos os prefeitos, autoridades sanitárias e Ministério Público, quando ficou acordado que seria avaliado o programa Minas Consciente, após publicação da “Tabela de Ondas”, uma vez que as decisões de abertura do comércio devem ser decididas por região de saúde, onde Barbacena é pólo em prestação de serviços para a Microrregião com população de 250.000 pessoas para atendimento COVID-19, e ainda Polo Macro em prestação de serviço de saúde a outras patologias antes à pandemia da COVID-19. Sendo assim foi demonstrado que mesmo Barbacena investindo R$ 2.500.000,00 de recurso próprio para criação de leitos exclusivos para enfrentamento a COVID-19 a região ainda não tem leito suficiente para retomada gradual do comércio, onde a tomada de decisão deverá ser setorial, decisão da Macrorregião de Saúde, formada por 51 municípios, devendo ser embasada nos critérios epidemiológicos.

Acontecerá na próxima segunda-feira uma nova reunião com todos os municípios da Macrorregião que nos foi convocada pela Superintendência Regional de Saúde, para tomada de decisão de retomada do comércio, de forma gradual, uma vez que Barbacena sinaliza hoje 2 novos casos de COVID, por contaminação comunitária, ou seja, pessoas contaminadas que não tiveram em viagem ou contato com pessoas de outras cidades.

Sendo assim, os prefeitos e órgãos competentes aguardarão a próxima segunda-feira para tomada de decisões da Macrorregião em relação ao comércio.

Orientamos a toda população barbacenense que ao sair de casa, quando necessário, faça uso da máscara, higienize as mãos e mantendo isolamento social, pois ainda é a melhor forma de enfrentamento ao COVID-19.

DOENÇA INVISÍVEL AOS OLHOS, MAS VISÍVEL AOS PULMÕES DE TODA POPULAÇÃO.


Busca de Notícias